person_outline



search

Varanda

Um descanso para os pés
Um descanso para a alma
Alma sem pé nem calma

Eu aponto para o céu
Ela olha para o inferno
Conto as nuvens
Ela conta os dias

E enquanto você esgota cada chance
de fazer a vida valer a pena
De relance
O telhado da varanda cai

E adeus...

Adeus céu
Adeus calmaria
Adeus, Maria

Adeus, poesia.
Pin It
Atualizado em: Sáb 23 Maio 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222