person_outline



search

Beija-Flor Azul

Chega a alvorada, o sertão vibra como em sol a pino
Flores nas sacadas, nem parece ser verão
Mas escuto o chão tremer em terna sede de presença
Sigo a passarada, vôo livre entre os céus
Mergulho no mel dos abismos da memória
Dispo pétala por pétala a vã lógica
E me ponho a dançar
Pois que descobri no vento um compasso teu de flor
Sim, o beija-flor azul  me contou 
E tua ausência se faz menos presente
Pin It
Atualizado em: Dom 22 Mar 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222