person_outline



search

A MALDIÇÃO DA MENTIRA

I
A maldição de uma mentira
Sempre carrega consigo o destroço
Que desequilibra qualquer vida
Do meu estado de conforto
II
Pois a mentira é tão perversa
Nos seus propósitos de engano
Que desajusta qualquer vida
No andamento dos seus planos
III
No inicio o jogo da indignidade
Logo marca o seu placar
E numa linha sucessória
De falha que se registra.
IV
A sequencia das mentiras
Tende sempre a continua
Para enganar a intenções
De quem deseja avançar.
V
No tempo ela se estabelece
Causando mal às pessoas
Com maldição declarada
Que a cada momento destoa.
VI
No fim de toda essa Jornada
Vem o desencontro do viver
Por conta de um desajuste
Que antes não se podia ver.
Pin It
Atualizado em: Sex 7 Fev 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222