person_outline



search

ESSENCIAL

Se eu fosse seu e desenhado no relevo

você duvidaria deste meu real intento,

pois me vê do jeito doce, mas suspenso

— uma nuvem que só chove por dentro.


Se eu fosse seu e se, cego, um nó surgisse

eu voltaria menino, dono da maior meninice

que não caberia nos oceanos, na terra firme

ou nos sons do corpo e alma no mesmo timbre.


Se eu fosse seu aquele tal momento chegaria,

de cobrir a sua pele macia, lambida a lambida,

com o sal do meu suor e o mel da minha saliva:

das curvas escondidas ao vulcão da sua vagina.


Ainda colheria os seus ais incontidos e os guardaria

na canastra do que é inesquecível. E o amor, amaria.

Pin It
Atualizado em: Ter 26 Nov 2019

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222