person_outline



search
  • Poesias
  • Postado em

Tempestades

Sinto um vento frio vindo em minha direção
Não estou mais acostumado com a solidão.
Uma brisa forte,
Eu perco o norte.
Estou como as folhas secas,
Indo aonde o vento me levar.
Olho pra cima e vejo clarões cobrindo o céu
Olho pra mim e vejo faíscas do meu ser.
Ouço o assustador barulho dos trovões
E assim as minhas confusões,
Aparecem!
Tempestades em mim.
Gotas geladas e grossas caem em meu rosto
Combinando com a lágrima que ali escorre.
Poças d'água se formam no chão,
E por onde piso, vejo meu reflexo.
Uma imensidão de:
Tempestades em mim.
O tempo passa, tudo se acalma.
Assim como eu, o sol não hesita em aparecer
Brilha forte, ilumina tudo!
Faz renascer um novo mundo
Cura a tempestade
Que deixei fluir.
Tempestades em mim!
Pin It
Atualizado em: Dom 3 Fev 2019
  • Nenhum comentário encontrado

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222