person_outline



search
  • Poesias
  • Postado em

"TRICOTOMIA DA EXISTÊNCIA."

Qual é a beleza, que exarada em rosto feminino, torna-se bela
Aparência e expressão de um distante e ao tempo perdido olhar?
Qual é a certeza, que atrás de um longo e esburacado caminho, a solidão
Há de granjear, através dos descontínuos e atrozes momentos de reflexão?
Qual é a nobreza, que em um dia após o outro, alguém poderia se ufanar
De constantes e mais ou menos inquietas, recíprocas interrogações e respostas 
Do espírito e da alma?

É beleza... aquela encontrada em feições simétricas de estátuas...
É certeza... a inevitável morte que há de nos abraçar, se o arrebatamento cristão não a parar...
É nobreza... o homem que ao luxo de inquietações amiúde, seus pensamentos aos cuidados não os intregar...

O amor... é a flor desabrochada, do jardim da esperança dos corações.
A dor... antecede a frustração, que frui de desencontros nos meandros da estrada da vida.
A paz... esta acompanha àqueles, que em seus braços, todos os pensamentos despejam.
Pin It
Atualizado em: Ter 22 Jan 2019
  • Nenhum comentário encontrado

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222