person_outline



search
  • Poesias
  • Postado em

O PINGO DA CHUVA

É um pingo de chuva
Caindo na planta

É um canto trinado
É o sabiá na folhagem

É um rio que passa
Eternamente ali estando

É a água milagreira
Matando a nossa sede

É a sede de esperança
Que nunca se cansa

É o cansaço da tarde
Esperando a bonança

É a madrugada chegando
Trazendo novo encanto

É a mesa novament posta
Para irmos para o canto

É o campo esperando
A chegada da primavera

É a semente germinando
Criando um novo alento

É a busca da paz
Acelerando o nosso avanço

‘A felicidade provém do íntimo, daquilo que o Ser humano sente dentro de si mesmo’ Roselis Von Sass
fShare
0
Pin It
Atualizado em: Sáb 13 Out 2018
  • Nenhum comentário encontrado

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222