person_outline



search

Angústia

Em meio ao oceano de angústias
Vivenciando a tempestade que cai sob os meus descalços
Ventos cortantes que rasgam a minha pele
As vozes que eu ouço, tornam-se altas demais para serem suportadas.
O que eu escuto sã gritos ecoando dentro de almas que parecem estar vazias
Deparo-me com dias escuros que nunca se vão
E a cada noite eu clamo para a dor não mais existir
Mas o único lugar em que encontro refúgio é na imensidão da minha própria angústia.
Pin It
Atualizado em: Qua 22 Ago 2018

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222