person_outline



search

Mercedes

Bom seria, se ela não saísse do mato.
Pois, seu destino era o mato.
Nasceu e cresceu no mato.
Na adolescência, por amor ao namorado.
Partiu-se do mato.
Namorado, a qual muito tem lhe decepcionada.
Rancorizada, não querendo saber de nada,
Acolheu-se novamente pro mato.
Mas, o amor, novamente falou mais alto.
Mas por essa altura,
já ciente do seu significado para o namorado,
Voltou-se!
Voltou-se só para se vingar.
Bom seria, se ela não saísse do mato.
Pois, o seu destino era o mato.
Pela terrível dor de cotovelo pelo amado,
Tiro pelos lados, era o que ela dava.
Algo em que a todos, ela endoidava.
Num certo dia, diante de suas maluquices.
Malucas mais do que si...
Ela encontrou.
Duas alopradas,
Que pra de enlouquecidas,
A um plano a liquidou,
Mandou-a sem consentimento ao outro canto,
Pra lá de assombrado.
Pin It
Atualizado em: Sex 10 Ago 2018

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222