person_outline



search

Lobos


Ainda que os dias se passem e venham as chuvas
As  águas não apagam tudo...
Sobraram resquícios da minha vida passada
Talvez apenas sombras de nossos reflexos em um lago vazio
Minhas  noites giram envoltas em ventos negros e furiosos
Eles assombram a  minha alma sozinha

Crepitante é o fogo da lembrança
E  dentro dele faço meu refúgio da dor
Ele leva ao passado e ao sorriso que se foi...
Mas os lobos espreitam a felicidade
E de tristezas a vida se encheu

Na ilha das ilusões os corpos apenas caem
Transformados em cinzas
Pin It
Atualizado em: Qua 30 Maio 2018

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222