person_outline



search

Confissão



Se tu pensas que ainda irei rogar
A tua volta mais uma vez em súplicas
Aviso-te que mesmo se tu ficas
Nem a tua presença desejo notar

Quando partires, advirto que lágrima alguma
Há de rolar sobre meu fustigado rosto
Porque as tuas mentiras, já tinha suposto
E não hei de me surpreender por nenhuma

Não mais verás o sorriso que eu iluminava
Quanto tu voltavas, depois de perdido
Rogando se eu ainda te perdoava
Enquanto murmuravas versos, exaurido

Não te desejo mais por estão tão cansada
De vê-lo voltar e sumir com indiferença
Aceitar o teu amor não mais me compensa
Pois não serei novamente por ti enganada

Não existe mais aquela tola de vertidas
Ilusões por tuas palavras laboriosas
Que enfeitavam as promessas amorosas
Feitas por ti para nunca serem cumpridas

E se pedires o porquê desse meu jeito
De onde vem descaso surgido num instante
Irei te dizer em cada palavra o que sinto:
- Não te desejo mais nem como amante.
Pin It
Atualizado em: Qua 27 Set 2017

Comentários  

#2 Amelia_da_Adelaide 08-10-2017 03:28
Obrigada!
#1 mcaliman 01-10-2017 20:03
Bravo,lindo!

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222