person_outline



search

Aurora

Toda manhã, antes dos primeiros raios de luz

quando abro minha porta,

Sinto a brisa bater levemente em meu rosto,

E sussurrar em meus ouvidos,

Ouço o bater de asas das borboletas,

Escuto a canção melodiosa dos pássaros que cantam com fervor,

Sinto as folhas secas outonais se quebrando aos meus pés enquanto caminho,

Eu sinto,

Eu sinto a vida ao meu redor,

Clamando para que olhos atenciosos se deliciem com sua graciosidade,

Eu sinto tudo o que meus olhos não puderam ver enquanto eram validos,

Descobri que era cego muito antes de me tornar um,

Hoje,

Agradeço a perca da visão,

Pois eu finalmente estou vendo o mundo

Com todas as suas formas.

Pin It
Atualizado em: Sáb 5 Jul 2014

Comentários  

#5 RLotus 14-09-2014 11:50
Obrigado pelo carinho gente, fico muito honrado pelas suas palavras de apoio, ver que suas obras são reconhecidas é algo maravilhoso. Isso me incentiva a criar mais e mais.
#4 RKethully 10-09-2014 17:53
Lindo... muito expressiva sua poesia... :-)
#3 tania_martins 14-07-2014 11:08
Parabéns!
Abraços.
#2 azara 13-07-2014 19:40
Parabens bela poesia.
Abraços.
#1 PauloJose 13-07-2014 19:03
lindo sem dimensão
magnífico.
estrelei.

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222