person_outline



search

JOHN DOE NÃO MORA MAIS AQUI

Acho que vou surtar

Isso é real, não é uma ficção

De trinta em trinta minutos passa um trem pra Central

De dez em dez minutos passa um trem pra Central

Isso é real

Acho que vou surtar

De sete em sete minutos passa um trem pra Central

Isso é real

Não é ficção.

Pin It
Atualizado em: Ter 23 Jul 2013

Comentários  

#7 logansolo 24-05-2014 10:04
Bacana o seu poema. Gostei muito do modo como você coloca as palavras. É, o trem, se a gente pensar bem, é uma máquina interessante... tiranossáurico, barulhento, perigoso, se a gente não tomar cuidado, pode ser morto, ao se cair dele ou ser atropelado. O trem é símbolo de poder, o som de sua caldeira, a fuligem negra de sua fornalha.

Bom poema. Gostei muito. ;-) ;-)
#6 Mitya2 22-08-2013 17:15
Eu quando menina morava a beira de uma estrada de ferro, mas os tempos eram outros e o trem não me incomodava.
Mas hoje em dia os trens já não são os mesmos, o movimento agora é intenso e imagino o quanto é desconfortante viver com este barulho o tempo todo.
Abraços.
#5 EXTREMOFILO 08-08-2013 16:40
Abaixo a fast life,viva a slow life, afinal aonde vamos com tanta pressa? Para o túmulo? Conciso, porém reflexivo. Parabéns
#4 wicos 06-08-2013 14:55
é isso ai amigo ja morei perto desse barulho , e ele é bravo mas que rode o trem valeu wicos
#3 PITER 06-08-2013 09:25
O planeta gira! O homem depois que inventou a roda, não parou... Aqui onde moro o trem ainda passa por dentro a Cidade e para surtar mesmo... rsrsr
Parabéns. :-)
#2 Marlende 06-08-2013 08:14
E a vida continua, sempre...Paarabéns,intenso e repleto de emoções...
#1 filippi 30-07-2013 20:05
É isso aí, meu amigo, o joão ninguém reclamou, o trem passou e a vida continuou...

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222