person_outline



search

Se tu queres ouvir eu calo o som

Se tu queres ouvir eu calo o som

Mostro aos teus ouvidos o meu tom

Olho o teu olhar tão doce mel

E debulho em teus olhos um cordel

Quando a sede clama um beijo que é meu

Tu me encaras e não pede, pois é teu

Os meus lábios, o meu gosto, o batom

Sem temer a possível ilusão

Tu me tomas sem pressa entre os braços

Reparando o silêncio que o acaso

Improvisa nos momentos de embalo

Se tu tentas, consegues bem me ler

Inspirado nos contos do luar

Pois mistério simples de decifrar

É aquele sentido ao bel prazer

Pin It
Atualizado em: Ter 27 Mar 2012

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222