person_outline



search

NUMA CIDADE

Numa cidade onde a mentira e a bajulação

É-nos tão família, quase irmão,

Os burros conduzem a massa,

E na praça os bêbados decidem a pauta!

E nessa cidade onde o estrume é de nós tão comum ato,

O habito é,

Corromper-se  mas rápido,

Ensinado de cima pra baixo.

Mas o deus não nos esquece!

Pois, pra tanta lama que nos aparece,

Me pego não só nas preces,             

Mas nas águas santas que nos lavará dessas prestes.

Numa cidade onde a mentira e a bajulação

É-nos tão família, quase irmão,

A culpa é quase de todos,

Embora o choro não.


Pin It
Atualizado em: Seg 18 Abr 2011

Comentários  

#2 azara 04-07-2011 21:27
Gostei,abraços.
+1 #1 tania_martins 19-04-2011 09:32
Parabéns!
Abraços.

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222