person_outline



search

CAOS DE MARÉ part 01

Culpados, somos!

E nem vale dizer, pai!

O caos é nosso,

E sendo o caos nosso;

Nossos filhos herdarão o caos também,

Herdarão o que nos é, miséria,

Fome será prato nosso de cada sonho!

E existirá sempre um caos a nos cativar.

E quando tremer a terra,

E o mar nos vim com fúria,

Estaremos iguais a o que somos agora,

Maquinas conduzindo homens,

Maquinas desse caos construindo caos.

Seremos caos em construção.

Estaremos todos bestas,

O poeta compondo versos bestas,

----- esse mesmo poeta ----

Os homens dando explicações bestas.

E o caos nos erguendo com solida fé.

Que tudo é!

Destruição, fome, morte...

Que tudo é!

Aclamação de maré.

Pin It
Atualizado em: Seg 14 Mar 2011

Comentários  

+1 #1 tania_martins 17-03-2011 18:03
Parabéns pelo texto!
Abraços.

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222