person_outline



search

SAUDADES-parte I

Em Recife nasci,

Em Salgadinho vivi,morei e cresci,

Lembro-me vagamente dos primeiros anos

Anos dourados,rebeldes e felizes

Lembro-me também dos primeiros dias em casa

Dias alegres e infindáveis.

Fui crescendo e amadurecendo

Amadurecendo na infancia

Criança pobre e esperançosa

Esperança-palavra abstrata que nos faz tão bem

Pobre-palavra feia que nos faz tão mal.

Tenho saudades daquela esperança

Esperança que não tenho mais.

Lembro-me dos dias de chuva em casa,

das brincadeiras de roda,

Das cantigas de folclore,

Tomava banho no rio,

A noite via o luar...

Sei que é um pouco tarde para sentir saudades,

Sei que é tarde para voltar pra lá.

Hoje vivendo na Grande Metrópole Brasileira,São Paulo,

Lembro que deixei algo muito valioso por lá

Amigos que jamais vou esquecer,

Amigos que deixei por lá.

E se um dia eu voltar lá,

Quero com eles me encontrar,

Para a saudade matar!

Pin It
Atualizado em: Sáb 5 Mar 2011

Comentários  

#4 jrs49 21-03-2011 22:54
Parabéns, lendo seu texto lembrei de minha infÂncia, muito bonito.
Abraços.
#3 MALU2506 09-03-2011 15:49
Com certeza sepre vamos ter de pessoas que fazem parte de nossas vidas, tem uma musica linda que diz ao passar naquela porteira deixei meus amigos e eles não me reconheceram que o tempo passou e eu envelheci abraço lindo.
#2 acidadeeopoeta 09-03-2011 13:37
BELO POEMA!
#1 azara 07-03-2011 13:34
Saudades sempre temos.Abraços

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222