person_outline



search

A PONTE

Sem que percebesse

Ergui uma ponta nos meus dias.

De um lado, sou o passado:

Bons momentos que afloram doces lembranças.

Do outro lado, o futuro.

Incerto?

O que me impede de atravessar a ponte?

De romper as barreiras que formam as prisões?

É o “meu” momento?

Olho para trás.

Estou nas amarras das lembranças.

E vejo aqui o meu presente.

Conto os dias...

Vislumbro o futuro que anseia em me envolver

Nos seus braços.

Onde estou, afinal?

Em qual extremidade da ponte depositei os meus anseios?

O meu momento:

(Como se cada minuto pudesse escapar de mim).

É a ânsia de contar os meus dias

Como se colecionasse pérolas.

É mirar o horizonte

E desejar que nuvens sejam mais efêmeras.

É não poder contar as estrelas.

Que escorrem infinitas em caudas pelo azul do céu.

Pin It
Atualizado em: Dom 4 Abr 2010

Comentários  

#1 tania_martins 20-04-2010 18:07
Gostei.Abraços.

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222