person_outline



search

Homem-boi

Carro de boi

Carrinho de mão

Carroça cheia de papelão

Estranhamente puxada

Por um homem que volta

Com o esforço do trabalho seu,

Enquanto eu ainda vou para o meu.

 

O barulho de carro de boi

Traz imagens e lembranças

O carrinho de mão

Que deveria trazer crianças

Está hoje repleto de lixo,

Papelão e esperança.

 

A carroça segue, pesada,

Puxada com dificuldade,

Ao lado, o cão na calçada

Acompanha o homem-boi

Atravessando a cidade.

 

Carro de homem-boi

Puxado pela mão de calo duro...

Será só mais um catador? Ou um profeta do futuro?

 

A imagem que os transeuntes veem mostra uma estranha simbiose...

Será lixo? Será homem? Essa antiestética do lixo em meio à cidade grande?

Alguém que passa lança de relance um olhar meio que de nojo àquela sujeira...

(Melhor não ver!)

Algum entendido diria: “É só um profeta a mostrar

Um amanhã desejoso da sustentabilidade do ser.”

 

Mas os olhos não veem isso.

Enxergam tudo misturado:

Cachorro

Carroça

Lixo

Homem-boi

E a canção do carro de boi segue longe...

E as lembranças do carrinho de mão na infância já vão longe...

Pin It
Atualizado em: Seg 8 Fev 2010

Comentários  

#13 xxxxx 28-03-2011 10:11
Olá... Saudações! Gostei do que li. E comentários a parte: 1959 é o nosso ponto em comum. Tudo de bom para ti.
#12 Fernando_Drexon 06-06-2010 14:20
Gostei! Shown! :ooo:
#11 Pamaro 26-03-2010 12:04
Quando criança gostava de pegar carona em carro-de-boi. Também brincava de carregar amiguinhos no carrinho-de-mão. Nas estradas da roça, pegava carona em carroça, que levava o latão de leite para a cidade. Hoje o que vemos é isso que você retrata em sua poesia. O homem servindo de boi, carregando as misérias suas e sujeira da cidade. Parabéns e todas as estrelas.
#10 rackel 16-03-2010 14:06
Mazelas de ontem e hoje que se misturam no inevitável sofrimento da existência.
#9 Cerson 07-03-2010 10:16
É um poema notável; que exprime o real cotidiano que encontramos todos os dias. - Confesso-lhe ser regado a esperanças e sonho que um dia surja "homens" que administrem o Estado como deve; como determina a CF/88. Parabéns pela direta às autoridades. Abraços
#8 Juarez_do_Brasil 05-03-2010 07:36
Ótimo!
Retratou bem essa realidade cruel, mas que mostra a luta pela sobrevivência com dignidade e muita valentia... Bravo Sandra!
+1 #7 Abreu 02-03-2010 22:43
Esse mesmo carro de boi com serventia principal nos grotões do Brasil leva dor e sofrimento nas margens das grandes cidades...
#6 Ellinn 26-02-2010 14:44
Sandra ! que maravilha . Estrelas abraços
#5 Niki_ 24-02-2010 11:29
Sandra que bela obra!!! Favorito, :-)
#4 Nadi 13-02-2010 22:21
...e aquele barulho que a carroça faz, é um lamento que grita a história desse, homem, desse boi, desse cão...
Lindo.
Bjs estrelas mil.

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222