person_outline



search

Pergunte ao po

Na poeira que fecham os olhos

Deixado de lado vários segredos

Faz de contas que nada aconteceu

Abandonados lá, enterrados no passado.

 

Nas tumbas que se levantam

Fantasmas vagam a procura de verdades

Aterrorizando as mentes encharcadas

Encharcadas do pó que cobriram as maldades.

 

O ontem e o hoje uma ponte imaginária

Nela passado e presente de mãos dadas

Os verdugos que fizeram à história

Passeiam no deserto da memória.


Pin It
Atualizado em: Qui 17 Dez 2009

Comentários  

#1 tania_martins 10-06-2010 22:52
Parabéns!

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222