person_outline



search

vuelo bajo suelo


Un cepillo medio mojado
Y lágrimas de multicolor
En blanco y negro
No se ve, no se ve

No tempo suspenso
Fica a hora esquecida
Em que os olhos se fecham
E os sons se multiplicam

Entre o certo e o errado
La mitad de la história
São os pés fora do chão
Y el vuelo bajo suelo

Sin saber adonde ir
Sin rutina por seguir
No hay nadie que le diga
Que hayan reglas establecidas

Não basta ser você
Para alguém te entender
Não basta a razão
Pra entender a emoção
Pin It
Atualizado em: Qui 3 Dez 2009

Comentários  

#1 Pamaro 09-03-2010 22:10
Acho que nesse voo baixo o piloto acabou se perdendo. Sem co-piloto e sem saber onde pousar, entrou em parafuso. Mesmo assim, parabéns pelo poema. Abraços.

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222