person_outline



search

entre um segundo e outro


o que tem pra ser e o que já foi
é tudo o que não é o agora
é como ontem, ou amanhã
ou aquela semana entre o Natal e o ano novo
quando começaram a contar os anos os romanos

a lua sobe no céu antes do sol se pôr
e é ela quem vai bem antes dele voltar
assim, sem se falar
sem nada por dizer,
porque,
aquele tempo
pode ser agora, ou pode ser nunca
e nunca é muito tempo pra ser
e agora já deixou de ser depois que passou

o momento que fica,
fica na fotografia
na parede de casa
acumulando poeira
pra marcar o tempo que passou
e que ali ficou
sem ninguém ver
tocar
e que só vai lembrar
na hora de limpar
Pin It
Atualizado em: Dom 29 Nov 2009

Comentários  

#3 Pamaro 09-03-2010 22:17
Ou, como disse o Lulu Santos em sua canção:/ Nada do que foi será / De novo do jeito que já foi um dia / Tudo passa / Tudo sempre passará... /. Ou, como se diz atualmente: "Já era!" O poema tem muita expressividade e merece todas as estrelas. Parabéns. Abraços.
#2 Blackmount 01-12-2009 07:48
o tempo
so tem sentido quando o notamos
e paramos para refletir nele
valeu
#1 Abreu 30-11-2009 04:34
Entre um segundo e outro o tempo, inexorável, não para e devemos, por isso, aproveitá-lo em toda sua intensidade.

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222