person_outline



search

PRECIOSO AMOR

Precioso amor,
onde estão os sonhos
as palavras ditas ao ouvido
os sorrisos
os toques de carinho?
Onde está tudo que planejamos:
os filhos que sonhamos?
Que resposta darei aos meus sentidos
quando, nas noites empedernidas
exigirem teu corpo ao lado
o afago dos teus lábios
o afastar dos cabelos
para adorar teu rosto?

Que resposta darei à minha boca
quando pronunciar teu nome, esquecida
de que deixastes um vão na minha vida?
O que posso falar para minhas mãos
quando me procurarem aflitas
querendo as tuas mãos
por não suportarem mais
suspirarem sozinhas?

O que dizer aos sentimentos
vulcão no peito
querendo romper a carne
para fugir de tão vazio corpo
para não morrerem no meu sofrimento?

Cada dia de adeus arranca minha humanidade
torna-me um ser diferente que passa transparente
por todas as coisas que deveria amar ou entristecer.
Cada dia de adeus é um dia de desejar inutilmente.
que as estrelas caiam, que a lua apague
que a morte aconteça de uma vez só e rapidamente
encerrando essa falta tua que consome meus dias
que já são só de Deus.

Precioso amor
o que posso dizer
que possa desfazer
esse nó no peito
essa perfeição de sofrimento.
O que fazer?
Pin It
Atualizado em: Qui 5 Mar 2009

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222