person_outline



search

Horizonte Perdido

Somos páreo da mesma barriga
Abortada pela solidão
Navegamos sem leme na vastidão
No encontro dos olhos lá no horizonte
Enxergamos mesmo abismo
Vidrados em sonhos impossíveis
Damos as mãos e seguimos culpados...

Nas curvas onde derrapamos nossos pecados
Abraçados por um fio de navalha
Gargalhamos infrutífero apego
Só nós sabemos o que nos une
Só nós sabemos caminhar pra não chegar
Desventurado amor que se apega a dor
Aventurado querer do ser.
Pin It
Atualizado em: Qua 28 Jan 2009

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222