person_outline



search

Amor E Morte

Eu vou para longe
Minha princesa
Encontre a paz
Que te reserva.

Eu te seguirei
Por entre as trevas
Minha princesa
Perdida
Sem os eu par

Você se sentirá
Quente e aquecida
E nem se dará conta
De que fui obrigado

A te matar
Não no sentido literal
Mas dentro de mim
Fui obrigado
A te matar.

Voe enquanto
Sinta
Os meus beijos
Sua face lhe tocar

E eu continuarei
A estar morto
Para que você viva possa estar
Não pense em mim
Esqueça-me

Flutue por
Onde possa flutuar
Mas de você
Eu irei sempre
Lembrar-me

Eu amo isso
Amos esse meu
Inferno
Pois é nele

Que eu posso
Encontrar-te
Amar-te
Tocar-te

No meu inferno
Eu posso te amar
Eternamente seu
Você sempre saberá

Que te amo
Stª Hiwatari
Eu te amo
Mesmo aonde

O nada
Seja o meu tudo
E tudo o que tenho
Seja nada

Não preciso de mais nada
Nada além de você
Nada... Nada...
Mesmo que

Vozes eu ouça do além
Tudo que vejo em você
Acalma-me
Não troco esse inferno

Por nada
Às vezes ainda
Tenho a impressão
De que estas aqui

De que pode me ouvir
Doce ilusão...
Se pudesse me ouvir
O que dirias?

Que sou louco?
Em que meu lugar
Tu te matarias?
Mas não eu

Pra onde quer
Que eu vá
Eu te carrego

Um simples
Conforto ao
Meu ego
Mesmo que eu

Já esteja cego
E pisando
Em cima de pregos
É por você

Que eu espero
Na total escuridão
Onde não há mais luz
Eu rezo

E por ti eu espero
De seu escravo
Que sempre te amou
E sempre te amarei

Rafael
Cara de pastel
E por ti
Sempre esperarei

Para que destrua
Todos os erros
Que eu concertei
Todas as feridas

Que eu estanquei
Todas as
Lacunas vazias
Que eu emendei

E me matar
Como eu te matei
Venha me levar
Pois ficarei muito

Feliz sabendo
Que irei morrer
Por você
E mais ninguém.
Pin It
Atualizado em: Seg 4 Abr 2022

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222