person_outline



search
  • Causos
  • Postado em

O PODER DAS PALAVRAS

Você, em algum momento, parou para pensar no poder da palavra?  Não estou falando de mantras nem de orações religiosas, mas de palavras... palavras simples como: "você é inteligente", "você é burro", "você está linda", "você está gorda" ou "você está pálido", "você parece um morto vivo", enfim,  palavras que alegrem, entristeçam, ofendam, deprimam, entusiasmem, motivem.

Já o velho Esopo deve ter notado essa característica humana, porque escreveu uma fábula sobre um rei que pediu a seu conselheiro um alimento capaz de ajudar a humanidade. O conselheiro, muito sábio, solicitou que o cozinheiro preparasse um guisado de língua. Alguns dias depois, o rei quis comer algo que tivesse o poder de destruir os homens. O conselheiro foi até a cozinha e ordenou, novamente, servir ao rei um guisado de língua.

Uma experiência sobre o poder da palavra tive eu, há algumas semanas.    De manhã, bem cedo,  alguém  bateu à porta.  Era minha vizinha Sueli, a baiana.  É uma pessoa simpática e parece esbanjar alegria. Mas, nesse dia, parecia preocupada. - Amanhã farei um exame de cólon e preciso que alguém me acompanhe.

Nesse momento, Lucirene, a gordinha do quinto andar, descia a escada e, ao ver minha vizinha, fez um inquérito sobre sua saúde. - Sangramento retal é o que teve a Rosângela, lembra dela? Morava no prédio ao lado. Ela morreu no princípio de ano. E a nora da Ester também começou assim... morreu em poucos meses.

À medida que Lucirene falava, Sueli ficava mais e mais pálida. Convidei-a para entrar e tomar um chazinho.  Falamos bastante sobre a vida e a morte e sobre religiões. Ela disse que estava em estado terminal. Nem pense nisso!.. reclamei, mas com pouca convicção.

No dia seguinte, pegamos um táxi e, às 7: 20 chegamos ao hospital. Sueli apresentou a papelada para a recepcionista e entrou na sala para o exame. Depois, Sueli e eu entramos no consultório. O médico olhou o resultado. Sueli, olhando-o fixamente, disse: - Doutor quero a verdade, eu sei o que tenho... quero que saiba que sou espiritualista e estou preparada para a morte.

- Para a morte? - perguntou o médico e soltou uma gargalhada estrondosa.  - Para a morte? Está pensando o quê?  Ninguém morre de hemorróidas!
Pin It
Atualizado em: Seg 24 Nov 2008

Comentários  

#9 Isabel Furini 17-02-2009 18:07
:-) :D :-) Que bom que meus textos a façam sorrir!
Tristeza e alegria são emoções da alma.
Você tem um estilo muito interessante. Seus textos sensibilizam. Abraço.
#8 Adnanda 10-02-2009 10:43
É muito bom ler os seus textos. Bem diferentes dos meus, que são tristes, os seus me fazem sorrir.
+5 #7 Adnanda 10-02-2009 10:43
É muito bom ler os seus textos. Bem diferentes dos meus, que são tristes, os seus me fazem sorrir.
#6 Paulo Leandro Valoto 23-12-2008 19:59
show!
que bela espiritualidade!
uma pintura!
parabens!
#5 Paulo Leandro Valoto 23-12-2008 19:59
show!
que bela espiritualidade!
uma pintura!
parabens!
#4 Célio Dubanko 19-12-2008 23:17
Vim retribuir a agradabilíssima visita, mas também, e pricipalmente, desfrutar da prazeiroza leitura que seu talanto nos proporciona...
#3 Célio Dubanko 19-12-2008 23:17
Vim retribuir a agradabilíssima visita, mas também, e pricipalmente, desfrutar da prazeiroza leitura que seu talanto nos proporciona...
#2 SANTOSH 24-11-2008 16:51
Adoro ler-te e reler-te!
#1 SANTOSH 24-11-2008 16:51
Adoro ler-te e reler-te!

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222