person_outline



search

Arya

Destino incerto sobre as ondas que jamais retornam
E ventos que sopram o hálito das sirenas, habitantes de suas profundezas...
Como gostaria que estivesse aqui
Mas você está eternamente a caminho, nessa nau tão velha como o Mundo.
Mirando o horizonte e seus desejos,
Entre medos e questões.
A ouvir a Canção das canções do seu coral íntimo
Hóspede de tantas interpretações...
Quando aportar,
Jamais se parecerá novamente com aquela que esperavam que fosse um dia.
Nessa aurora de novas e inusitadas cores,
Um outro e desconhecido rosto emerge...
A conter as canções de seu repertório,
Em um renovado coração.
...Por favor, caminhe pelos meus sonhos.
Pin It
Atualizado em: Qui 4 Nov 2021

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222