person_outline



search

Lacerda e a briga

"Você não pode me deixar!"
Dizia a desesperada garota
"Já era, você me perdeu!"
Advertia o garoto calculista

Tudo isso ao meio da rua
E, de madrugada!
E, em frente a um prédio!

Dentro do prédio, estava Lacerda
Em seu quarto, na cama
Até então, dormia bem
O imenso barulho o acordou.

A madrugada passava
A garota esperneava
O garoto falava
E, Lacerda só queria dormir
Iria trabalhar naquela manhã.

De repente, o silêncio voltou
A briga parecia encerrada
Lacerda iria dormir!

Quando se acomodou na cama
Uma suplica foi ouvida:'
"Amor, amor, olha aqui!
Dizia o garoto
"Agora, eu que não quero mais!"
Protestava a garota
"O jogo tinha virado"
Pensou Lacerda.

A madrugada ainda passava
O garoto esperneava
A garota falava
E, Lacerda só queria ouvir
Iria fofocar naquela manhã.
Pin It
Atualizado em: Qua 27 Maio 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222