person_outline



search

O mar que me acolheu

Sem garantia que daria certo
Foi em frente e se arriscou
Pegou sua bolsa, seu casaco velho
E de cabeça mergulhou
“Adeus pai, até logo mãe”
Ali não era seu lugar
Tão pequeno, tão quadrado
Precisava de espaço para nadar
Mas o maior problema era seu pai
Não tinham uma boa relação
“Sinto saudade de vocês”
Ele não fazia muita questão
Ela forte e corajosa
Aguentava tudo sem enlouquecer
Mas queria que seu pai disesse
“Sinto orgulho de você”
Se ele não reconhecia
Ela não achava suficiente
Não importava seu esforço
Ainda se sentia incompetente
Quem olhava para ela
Admirava toda braveza
Mas a pobre menina insegura
Não conseguia sentir tanta firmeza
Pensou diversas vezes em voltar
Em busca dessa aprovação
Mas por um milagre do destino
Ouviu sua intuição
Os anos se passaram
E ela finalmente entendeu
Diante de toda angústia e tristeza
O grande erro que cometeu
Ir embora e fugir dos problemas
Não era a solução
Já que o maior problema de todos
Morava em seu coração
Confrontou todos os medos
E aceitou a condição
Algumas coisas não mudam
É preciso ressignificação
E agora segura de si
Finalmente consegue nadar
“Que imenso esse oceano”
“Para aquele aquário não quero voltar”
Pin It
Atualizado em: Qua 29 Abr 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222