person_outline



search

Tédio

Eu não faço conto
Eu não conto estória
Tudo que explode
a merda da minha mente
vem de dentro
e é sobre fora

Até toquei um violão hoje
mais cedo
Cantei sobre a coisa
que em mim não
mora

Falei sobre ter paz talvez
um dia...
Abri o olho
que me incomoda
e chora

Não sei nunca
quando é noite ou dia
Meu tempo não é contado em hora

Não sei mais lembrar do que eu antes
ria
Eu só queria estar bêbado
agora.

Tô puto igual pureza
na escória.
Pin It
Atualizado em: Ter 28 Abr 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222