person_outline



search

Sujo

Reza a lenda que havia um rapaz
que de tão inseguro (apesar de não assumir),
de vez em quando circuitava.

Cagava na mão e passava na cara.
Quase nunca ele tava ali. Nem aí.

Confiava surdo no tamanho do tempo,
apesar de tempo não limpar como água.

Odiava as catingas que ouvia...
fazer merda, parece até que gostava
já que a dele era a que mais fedia.

Largou de limpar outros cus...
o dele ninguém limpava.
Só beijava. Até lambia.

Aí ele quase sumiu igual peido no vento.

Aparecia só quando alguém lembrava.

E ria.
Pin It
Atualizado em: Qua 8 Abr 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222