person_outline



search

Trava

Vou manter minha mente louca
e esperar que tudo aqui se acabe
A certeza que eu tenho é pouca
quem se instala no meu universo sabe

A voz que me guia é rouca
o tamanho dela não me cabe

Conserto o que me destrói
sou novo de novo
por mais que o final me apague

Em dia de sol eu chovo
se vê o que eu não enxergo
grave

A noite faz de mim um corvo
abutre, amanheço ave

Carniça e raiz
tropeço 
estorvo
destranco o que o mundo diz.

Se destrave.

Pin It
Atualizado em: Seg 27 Abr 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222