person_outline



search

Flávio

O jovem Flávio era magrela
Tinha a silhueta tal como a de uma donzela
Usava calças 36 e sapato pico fino
Um elegante terno e uma gravata borboleta “emprestada” de seu primo
Seu cabelo era curto, ligeiramente bagunçado.
Sua cabeça era triangular, o que lhe dava um tom bastante engraçado.
Flávio nunca houvera tido o prazer de ver a luz do dia
Pois os frágeis olhos lhe impediam.
Morava em uma casa antiga com seus tios
Sua mãe havia morrido no parto, e o pai tinha cometido suicídio
Saber disso sempre o deixava deprimido.
Sua vida não era fácil
Contudo não posso dizer que era difícil
Flávio estudava em casa
Não tinha nenhum amigo
Ás vezes pensava em conhecer alguém pela internet,
Mas o medo o consumia
“Internet é coisa do Diabo” sua tia sempre dizia.
Em passos curtos e preguiçosos Flávio ia levando sua vida
Sem esperar por um milagre ou por novas alegrias
Sempre esperando o pior resultado em tudo
Pois assim nunca se decepcionaria [...]
Pin It
Atualizado em: Qui 24 Jan 2019

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br