person_outline



search

PEDIDO

Sertaneja se tu soubesses,
Como é triste o meu penar.
Mandaria um dos teus beijos,
Pra minha boca adoçar.
Sou um homem sonhador...
E desse teu terno amor...
Mais um pobre a mendigar.

Sertaneja dói demais,
No meu peito a solidão.
Quando olho pra dentro de mim,
Que só vejo escuridão.
Fico na vida sem sossego...
É mui grande o apego...
Que tem por ti meu coração.

Sertaneja olhe pra dentro...
Do peito desse poeta.
Veja um coração cativo...
Que vive uma vida incerta.
Pois te ama como um louco...
Mais vive um grande sufoco...
Nessa estrada tão deserta.

Sertaneja sei que tu,
Não és uma pessoa desumana.
Uma rainha malvada,
Nem uma irmã tirana.
Por isso vê se dá um jeito...
No coração que está em meu peito...
Com seu amor de cigana.
Pin It
Atualizado em: Qui 7 Set 2017

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222