person_outline



search

Versos do Fim

Nos meus dias ruins,ele estava ali comigo.Por algumas horas,ou minutos,eu o sentiapor pertoEle sempre fugia,talvez não acreditasse,em meus sentimentos,por causa dos meusressentimentos.Talvez ele só tivesse medo de se ferir outra vez Mas eu não notava isso,só via a um burguês.Seus olhos frios e claros,eram objetos do meu encanto,sua pele pálida de meu desejo,por isso hoje me lamento.Se o amei,eu não sei,negava amim mesma,sabendo que era simLutava contra isso,para evitar mais uma facada,do fim.O sangue dele ainda escorre,gelado em minhas palmas sujas,Olho para a lua,e faço o desejo,mais afundo em memórias.Queria eu,que essa paixão,de longa data,fosse mais forte,Mas infelizmente,não passo,de um anjo sem sorte.Ele não há de ressucitar,nem mesmo algum dia voltará,tenho de apagar essas imagens,de um dia que não chegará.Queria poder desejar-lhe o ódio,o mal agouro,secas cruéis,o caos.Entretanto,esse meu amor por ele,não permite ter pensamentosmaus.Seus olhos devem fechar-se,para me cobrir com a escuridão,Suas mãos não podem sentir-me,para me afastar de seu coração.O rubro escorre pela minha pele,passando por todos os meus dedos,Seus olhos pesados me mostram,Não sou a dona de teus medos.Eu te amo,mesmo negandomas está certo,isso acabou aqui.Eu estraguei tudo como sempre,e não há um caminho a seguir.Sinto teu corpo em meus braços,juntos outra vez não estamos.Cubro sua face imaculada de anjoe te enterro com os defuntos.Este não é o fim meu querido,mas um iluminado novo começo.Ciente de que não pertenço á ti,com este adeus adormeço.
Pin It
Atualizado em: Qui 23 Maio 2019

Comentários  

#1 PauloJose 05-04-2015 19:15
PARABÉNS!
GOSTEI DEMAIS
POETISA.

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222