person_outline



search

Desperte

Quando acordar, sorria, se espreguice... Não abra os olhos, sinta o cheiro do ar, procure ocupar todos os cantos da cama, estique-se, encontre cada pedacinho do colchão que você não sabia que era tão macio... E então, abra os olhos, mas não procure, não se desespere, não investigue... Deixe que seus olhos se acostumem com a luz, pisque quantas vezes for necessário, não force seus olhos para ficarem abertos, não se apresse, aprecie o calor que ainda permanece no seu corpo...
Não calce os chinelos, tire as meias e sinta o frio do chão. Meias, abuse delas, varie as cores, procure as com bolinhas, e abuse no inverno, andando pela casa, junto com luvas, cachecol, shorts e camisa comprida...
Cante, dance, ligue o som no último volume, engane-se na letra e ria de sua própria cantoria desafinada. Tome café, não todos os dias, aproveite para estar esfomeado na hora do almoço. Deixe a salada de lado, encha o prato, mas cuidado com a sobremesa.
Saia da dieta de vez em quando, tome um sorvete no frio, assista um filme com muita pipoca, tome água, trabalhe e vá a uma festa.
Permita se permitir...
Encontre os amigos, tenha amigos, e aumente suas risadas.
Não tenha medo de errar, invente, se arrisque, tenha cuidado apenas com o medo de não conseguir... Cair e levantar faz parte, rabisque, pule, grite, faça arte. Às vezes é necessário voltar a ser criança para entender as coisas mais simples da vida...
Encare o espelho, procure os retratos, lembre o passado, mas não queira mudá-lo. Viva o hoje, rasgue o futuro, só pense nas consequencias se elas realmente importarem...
Passe noites em claro, durma de dia, troque os sapatos, não combine as roupas.
Chore, não tenha vergonha, chore tudo o que tiver que chorar, derrame-se, não guarde mágoas, ponha-as para fora o mais rápido possível, você vai se sentir melhor depois de uma barra de chocolate.
Ande, não tenha pressa, aproveite cada minuto como se fosse o último, não guarde palavras, não risque os poemas por incerteza. Diga todos os dias seu amor, não o reprima, nem tenha medo de amar.
O amor é bom, mas dói, quem disse que era diferente? Deixe-se amar completamente, entregue-se...
Não se limite, inove, procure outros caminhos, mude de cadeiras, procure novas ruas, troque os jornais, jogue fora os despertadores, ame o que ainda não conhece...
Não trace destino, mude seu caminho todos os dias...
Movimente-se, deixe que as estátuas sejam paradas por você. Pinte novos quadros, desenhe na parede, faça um auto retrato, ignore as manchas, brinque com as crianças, sorria...
Sorrir, tão simples palavra de um efeito gigantesco... Sorria, porque previne rugas, ou porque a piada foi engraçada, não importa, apenas tente sorrir ao menos 5 vezes por dia...
Diferencie os motivos, não procure razões, aja impulsivamente ao menos uma vez... Voe, procure o que ainda não foi descoberto, navegue, deixe os momentos serem dominantes, e não dominados...
Intensifique, dê o melhor, não espere recompensas, apenas se identifique, não procure as respostas, elas virão sozinhas, tenha as perguntas na ponta da lingua... Escreva suas próprias histórias, invente contos de fadas, deixe a princesa atrevida e a madrasta meiga...
Cozinhe, misture doce e salgado, não acredite no certo e no errado, porque não existe certo e errado, existe o que é o melhor pra você.
Sonhe, delire, acredite que tudo dará certo quando as possibilidades neguem...
Não calcule, não se preocupe, não queira advinhar o futuro e nem ler o horóscopo, deixe que a vida te leve, observe, cada ponto para mudá-lo depois de uma noite de sono tranquilo.
Solte o cabelo, não diga que saiu do cabeleireiro, você vai estar nele amanha mesmo.
E por fim, deite, não pense nos problemas, acredite nas soluções, e espere pelo despertar de uma vida nova.
Pin It
Atualizado em: Sex 20 Fev 2009

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222