person_outline



search

A Morte

Entre os castiçais, fogo e reclusão.
Era uma madrugada alta cheia de inspiração onde eu me deitava com ela contando os morcegos do teto.
Uma voz: "aqui, entre os dois, eu me escondo e digo amém às suas diabruras".
Levantamos e fomos até a penteadeira. Nada no espelho...
Nos espantamos ao ver em nossa cama a Morte e uma rosa branca, exclamamos: "que lisura antiga tal honra!"
E num torpor pegamos uma adaga e cortamos nossos possessos.
Dormimos, o sol entrou e nos queimou.
Morremos. O fim do mundo acabou.
Pin It
Atualizado em: Qui 22 Nov 2018

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222