person_outline



search

ENTREM POR VOSSA CONTA E RISCO!

Parte 2 do texto: Proteção de Papelão
Como em uma carteira de cigarros
 
    Quando pensávamos que o caso Lucas Terra (Março de 2001-IUD-SSA) tinha sido o mais macabro já cometido pela “realeza divina”, nos deparamos com o caso João de Deus e seus “abusos sexuais ungidos” ocorrido anos e somente expostos (com repercussão nacional) somente a partir de 2015.
   Daí, em 2018 nos deparamos com o caso Joaquim (3 anos) e Kauã (6 anos), que foram estuprados, espancados e queimados (vivos?) pelo pastor Georgeval Alves Gonçalves (Linhares-SC-Brasil).
    Os garotos eram filhos e enteados desse “homem santo”, que após cometer tais barbáries (segundo a perícia), foi à igreja orar e “exaltar ao nome santo do Senhor”, como se nada tivesse acontecido. A esposa do pastor e mãe de um dos garotos também teve participação n no (ocultação?) crime, segundo a polícia.
   Em Junho de 2019, outro fato dantesco chocou a comunidade cristã (será que chocou mesmo?): o assassinato do pastor Anderson, cujo veredicto judicial apontava a Srta. Flor de Lis como mentora intelectual do crime.
   Vale ressaltar que esta, além de Deputada Federal, era pastora, cantora, pregadora, dona do próprio ministério (igreja) e administradora (dona) de um lar, dito beneficente, para acolher crianças carentes (que após investigações pareceu ser o oposto disso).
   E as mazelas só aumentam...
   Em 2021, na cidade de Aracaju, pai e filho (pastores) foram denunciados, acusados de abusos contra vulneráveis (pode isso Deus?) e presos após investigações.
   Em Outubro de 2023, O GLOBO replicou uma matéria inédita do Jornal El País, em que afirmava que um estudo recém levantado, apontava que cerca de 440 mil pessoas haviam sofrido algum tipo de abuso sexual cometidos por clérigos católicos (caramba!).
   Ainda neste mesmo mês aqui no Brasil tivemos o caso mais recente, sendo um dos maiores escândalos com repercussão nacional entre a “nata do povo santo”, caso este que ainda está em curso, o principal suspeito está em prisão preventiva e a vítima (sua própria esposa), “jaz sob 7 palmos”, assassinada de forma brutal, cujo cadáver fora encontrado à beira da estrada, incinerado e em estado de decomposição exposta, como se fosse um animal doentio qualquer, cuja moléstia deveria ser extirpada por meio do fogo e abandono, a fim de que tal doença não viesse a propagar-se, condenando assim outros indivíduos.
   O “Altíssimo” não a protegeu debaixo de suas asas, não a livrou do “passarinheiro” e nem tão pouco fez cumprir em sua vida, nenhuma das quase 30 promessas descritas no Salmos 91 ou das “trocentas” outras descritas em toda bíblia.
    Esse caso atual envolvendo “gente grande, santa e dirigida por Deus” ocorreu no dia 27 de Outubro de 2023, na região metropolitana de Salvador, Bahia, Brasil.
    As investigações prosseguem.
   Em princípio, coberturas rasas (porém necessárias) anunciavam que o marido havia confessado o crime, pouco depois porém, o advogado do suspeito dizia não ser verdade e que tudo será esclarecido em muito breve.
    Dada como desaparecida pelo próprio marido, o corpo da cantora SARA MARIANO foi achado às margens BA-093 de um dia ensolarado.
    Ederlan Santos (esposo e principal suspeito) foi chamado para fazer o reconhecimento do cadáver e conseguiu mesmo antes de ter contato visual com o defunto.
    Um repórter de um blog cristão fazia a cobertura ao vivo, quando ainda na estrada (antes de chegar ao corpo), o marido alegou pertencer a vítima alguns dos pertences pessoas que iam sendo encontrado pelo caminho.
    Ao chegar ao destino final, o sujeito abriu um berreiro e em prantos, fazendo caras e bocas passou a expressar um estado de angustia capaz de aquebrantar muitos corações. Se no fim das apurações policiais, provar-se que tudo aquilo for encenação, confesso que a profissão de ator lhe cairia muito bem.
   Assim que o corpo sem vida fora descoberto, áudios de supostos amantes da cantora começaram a vazar em canais específicos (em grande maioria canais de crentes), como se quisessem justificar previamente o crime hediondo ao mesmo tempo que expunham a suposta vida dupla da “missionária de Cristo”.
  Apenas algumas horas após o achado, vários outros os canais “cristãos” já estavam fazendo “coberturas” exaustivas desse assunto, expondo ainda mais a podridão contida no meio do povo qual se auto intitulam santos, limpos, lavados pelo sangue do cordeiro, cidadãos dos céus e tantos outros rótulos peculiares, arrogantemente incentivados, como se fossem um prenuncio aberto de uma futura “Eugenia dos Santos”, em que apenas eles habitariam a terra depois de expurga-la.
  Quase 10 dias se passaram desde anuncio desse vexame e dezenas de outras imagens, vídeos, textos e áudios lotaram as redes sociais expondo ainda mais a vida pública do casal.
   O “povo de Deus” parece ser o maior produtor e divulgador de tais “propagandas anticristã”, até por que, em grande parte, os conteúdos referem-se a ela (a cantora) ou seu marido, cantando em igrejas, pregando santidade, exaltando a “sã doutrina” ou cortejando um ao outro para logo em seguida (ou paralela a estas), exibe-se outras como a de uma mulher semidespida, morta e queimada (qual dizem ser ela, a cantora); a do marido chorando aos prantos cobrando por justiça e pedindo ajuda para encontrá-la; e em seguida as imagens deste, saindo do fórum (ou delegacia), levando ao que parecia ser socos, pontapés, cuspidas e um tremendo puxão nos seus longos cabelos.
   REALMENTE UMA CENA DANTESCA.
   Sobraria recursos literários infinitos para que a DIVINA COMÉDIA fosse reescrita, caso DANTE estivesse ainda entre nós.
   No meio do “povo de Deus”, há mesmo um caldeirão de surpresas!
   O Ser qual dizem ser tutor, salvador e guia dessa gente, é uma incógnita ainda mais misteriosa! 
    Uma vida dupla ou uma saga épica de farsas entre os seus “escolhidos” nunca foi motivo algum para espanto, tanto é que quanto mais ocorrências nefastas como essas acontecem nas igrejas (por incrível que pareça0, elas se enchem ainda mais.
   Entre os pentecostais e neopentecostais por exemplo, as pessoas com mais destaque (lugar de fala, influencia) nesses recintos são justamente aquelas com testemunho de vida cabuloso. Na hora do culto, quanto mais pervertida for a forma de conta esses fatos, com mais “tesão” o “povo de Deus” parece ficar.
    Que o ser humano aprecia uma história de terror isto é fato! Porém, entre os “remidos de Deus”, este é o prato principal, servido todos os dias nas liturgias.
   A história do calvário por exemplo, é a principal delas, motivo pelo qual o cristianismo afirma existir.
   Seguem a estes contos, a estória do dilúvio, do afogamento dos egípcios no mar vermelho, da conquista de Jericó, do embate entre Davi e Golias, da paranoia de Abraão ao tentar imolar o próprio filho adolescente como “prova de fé” a um deus que diz não precisar de prova alguma pois detém onisciência e tantas outras ainda mais bizarras.
    São tantos casos do passado e do presente, que se fossem condensá-los em livros, uma biblioteca inteira (maior que a da antiga Alexandria), não daria cabo de registrar tantas falcatruas que os “servos de Deus” cometem ao tentar defende-lo, servi-lo, agradá-lo ou junto à Ele ocultar-se.
  Acabar com a religião é praticamente improvável, pois nesta condição evolutiva em que hora ocupamos, nossa espécie faz tudo e qualquer coisa torna-se um objeto de culto irracional quando em aflição, ganancia ou confusão mental.
   Pedras, paus e outros elementos tangíveis da natureza bem como times esportivos, celebridades, traficantes, personagens míticos do folclore popular...
   O ser humano consegue estragar sua própria e curta existência, enquanto santifica o profano (pessoas, títulos, objetos sacralizados, promessas messiânicas) e desqualifica o sagrado (nossas relações cotidianas, que se bem administradas, nos conduzirão ao estado maior na evolução).
   Se não dá para acabar com as igrejas ou as religiões, acho que pelo menos dá para alertar aos frequentadores desavisados sobre certos templos com “profissionais da fé”, reincidentes em alguns crimes, cujo delito a igreja perdoou e “Deus também”.
   Deveria (poderia) ser função pública e explicita a do ministério público fazer tais alertas do mesmo modo em que o MINISTÉRIO DA SAÚDE tem feito nas últimas duas décadas com os que buscam prazeres no tabaco ou nicotina.
  Assim como no passado, a sede pelo poder e dinheiro fizeram com que muitas empresas (de publicidade, indústria e comércio) trouxessem prejuízos irreparáveis a vida e saúde de milhões de pessoas ao redor do globo e hoje tais empresas são obrigadas a retratar-se, mostrando por meio de imagens tenebrosas as possíveis causas do uso excessivo de seus produtos, acredito também que no futuro, algumas igrejas se não forem fechadas, seus líderes (donos) serão obrigados a colocarem em algum lugar visível de seus templos os crimes pelos quais já foram atuados para que outras pessoas não sofram o mesmo dano. Quando não, o ministério público (quem sabe) o fará diretamente em encartes extras, de uso obrigatório, inseridos na capa ou contra capa dos supostos livros sagrados, citando histórias reais ou mostrando de pessoas que foram abusadas, ludibriadas ou extorquidas naquele local ou seguimento.
    “ENTREM POR VOSSA CONTA E RISCO”! Este será quem sabe o aviso principal visível neste tipo de igreja (covil?)
     COMO EM UMA CARTEIRA DE CIGARROS, tantos outros avisos poderiam haver para que os usuários locais pudessem saber de antemão onde estão se metendo.
  Vejamos algumas sugestões hipotéticas para tais notas de advertência:
AVISO 1
Este é um local de culto às entidades metafísicas imaginárias. Os deuses e seres aqui aclamados, jamais poderão defender-te ou ajudar-te em hipótese alguma! Em casos de abusos nesse recinto, DENUNCIE IMEDIATAMENTE ao Ministério Público ou aos ORGÃOS DE PROTEÇÃO ÀS VÍTIMAS DA FÉ.
AVISO 2
ATENÇÃO: Os líderes religiosos deste salão, bem como os seus mais chegados protegidos não costumam assumir seus próprios erros ou abusos cometidos aos membros desta casa, terceirizando-as à entidade celestiais ou demoníacas do imaginário coletivo.
BUSQUE AJUDA POLICIAL OU PSICÓGICA INDEPENDENTE ao primeiro sinal de constrangimento Público ou extorsão!
AVISO 3
O MINISTÉRIO DA SAÚDE ADVERTE: ouvir vozes ou instruções divinas (ainda que por meio de terceiros) impondo-vos a fazer, ser ou doar algo à igreja ou aos seus representantes demonstra possível sinal de perturbação mental ou de ocultação de falso caráter de quem o faz (ou profetiza). Procure Suporte Clínico ou Judicial por meio da ORCO-PIVIORIG (Órgão de Combate à Pilantragem Visceral Organizada nas Igrejas). Neste espaço deve-se respeitar as crenças ou doações para ser ou fazer de, não por coação física ou psicológica.
AVISO 4
AOS QUE VIVEM APENAS PELA FÉ, ressaltamos que: até que sejais arrebatados e nos céus estejam convivendo todos juntos, segunda as regras do vosso próprio paraíso particular, respeitem as leis dos homens “falhos e pecadores”, que por meio de seus esforços tem procurado a civilidade desde sempre, buscando a harmonia entre os povos, raças e credo. Inseridos nesse contexto também estão todos os seres vivos que coexistem conosco neste planeta. Se para a construção dos vossos céus se faz necessário estabelecer o inferno alheio, tão podre quanto o seu interior poder ser a ideia dessa divindade qual dizeis obedecer. Favor procurar ajuda médica especializada ou as “leis humanas” baterão em vossa porta cedo ou tarde!
AVISO 5
Ressaltamos a necessidade de preparar-se dias melhores para gerações futuras, bem como a importância de observar o passado histórico para que prejuízos futuros sejam evitados. Alertamos que a suposta proteção divina concedida aos incendiários, violentos e “jagunços de Deus”, descrito nos supostos livros sagrados, resume-se apenas a meras fantasias. Estes contos folclóricos de povos antigos ou asseguradas em literaturas fantásticas de gente moderna, cujo espectro tendo ou não cumprido seus propósitos por meio de seus arquétipos, teve sua “validade” somente à era das trevas ou aos lugares em que as leis e a civilidade não conseguem ainda chegar. Aos que em nome dos deuses ou para estes competem crimes, caberá aos “humanos falhos e pecadores” reiterar a ordem e a justiça social nunca incentivada ou concedida por deus algum!
AVISO 6
Que seja do conhecimento de todos, que os líderes religiosos aqui presentes, bem como seus superiores ou subalternos são MEROS HUMANOS E MORTAIS COMO UM OUTRO QUALQUER, sem nenhum poder ou autoridade mística cientificamente comprovada. CHARLATANISMO é o nome que se dar a quase todo tipo de curandeirismo, profetismo e “sabedoria infinita” que muitos destes alegam ter em seus momentos de devaneios ou má fé, ainda que estes no devaneio de suas falas ou intenção presunçosamente possam afirmar. Casos algum destes homens queira por meio de sua suposta autoridade introduzir suas mãos ou genitálias em algum de vossos orifícios ou pedir que façam o mesmo com eles com alegando ser isto um procedimento usual e santos, DENUNCIEM!
Qualquer toque suspeito em vossas partes íntimas (ou ordem para que façam o mesmo com ele) em nome de da fé ou de algum rito litúrgico, também deve ser comentado quando o silencio for exigido. Vossas finanças, moral, liberdade, ou integridade física ou emocional jamais devem ser expostos de forma pejorativa ou vilipendiados por quem quer que seja em nome da fé ou de Deus Algum. Caso sejais vítima ou presencie tais práticas, favor informar ao RUEPPEAPI (Registro de Ungidos Estupradores, Pedófilos, Piramideiros, Estelionatários e Adúlteros Perdoados Pela Igreja).
AVISO 7
A Associação das Nações Unidades pelo Respeito a Sanidade Humana e ao Combate aos Abusos dos Estelionatários da Fé, (AsNaUn-ReSaHu-CoAb-EsFe) recomenda aos membros desta seita que: antes de “entregar-se inteiramente ao seu Deus”, verifique antecipadamente a ficha policial do vosso líder e de todas as pessoas influentes desta casa. Ressaltamos legalidade para a prática de qualquer atividade religiosa nesse continente, porém advertimos que nada ABSOLUTAMENTE nada que você fizer, desejar ou doar para esta agremiação ou seu líder, será destinado à divindade alguma ainda que estes afirmem ser.
Todo dinheiro ou tempo gasto voluntário aqui investidos serão usados unicamente para o fortalecimento político-social do líder desta agremiação ou dos seus principais representantes. Todo valor aqui investido poderá ser usado inclusive para a tua própria opressão e condenação, quando em um futuro próximo discordares de algo imposto a ti de forma abusiva. ENTREM POR VOSSA CONTA E RISCO!
Continua....
Pin It
Atualizado em: Sex 10 Nov 2023

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br