person_outline



search

O FOLIÃO COM A SERINGA ENVENENADA EM PLENO CARNAVAL

   Acredito que alguns de vocês já ouviram falar dessa lenda urbana (ou não), de uma pessoa portadora de HIV, que de vez em quando aparecia em festas públicas com uma seringa e saía picando os foliões, injetando de modo aleatório o seu próprio sangue contaminando os que ali foram apenas se divertir.
   Conta-se que este é uma sujeito revoltado, que após infectado passou a dizer que sua vida não tinha mais valor, que não tinha mais nada à perder e desse modo não se importaria em desgraçar com a vida alheia.
    Ao contrário disso, sua atual felicidade consiste justamente em saber que contaminou alguém, pois em sua forma de ver o mundo, ele não será o único a ter uma vida curta, cheia de dores e preconceitos. Sua alegria será proporcional ao desgosto do infectado.
    Ele aprendeu a se alimentar da dor alheia e por isso vive à procura de novas vítimas para torná-las infelizes. Ele sabe que nos carnavais da vida muita gente se reúne, desse modo suas chances de aprontar sem ser detectado e punido melhoram.
   ...
   Escutei essa narração pela primeira vez quando era bem pequeno. Assim como outras crianças, eu tinha medo de um dia encontrar esse cara e sofrer suas maldades.
    As chances eram mínimas pois, além de muito novo, éramos evangélicos e jamais tínhamos frequentado nenhum tipo de “festividade mundana”. Mesmo assim tinha medo.
   Quem sabe essa fosse uma das muitas técnicas da igreja para desencorajar a curiosidade e o fervor da juventude quanto a esse movimento cultural.
    Quem sabe essa ocorrência fosse de fato verdadeira.
    Não tínhamos como saber, até por que naqueles dias, para o bem do próprio indivíduo costumava-se manter sigilo quanto a identidade dos portadores dessa síndrome.
    ...
    Um dia eu cresci e vi que era irracional esse meu medo e o de muita gente que assim se comportava ao temer aquilo que estava tão distante ou talvez nem sequer existisse.   Se não estávamos lá no meio do frevo, então por que nos preocuparmos? Não havia lógica nisso...
     A racionalização dos fatos no faz perder o medo de bobagens e a se precaver contra aquilo que realmente importa.
     Você só enxerga isso quando muda de fase, independentemente da idade em que estejas.
     O monstro que se alimenta dos seus medos morrerá quando tu perceberes que é você que o nutre com suas paranoias. Quanto aos monstros reais que nos cercam cotidianamente, esses sim é preciso mais que um mero reconhecimento para afastá-los.  Em certos casos é preciso estratégia para vencê-los.
    ....
   Para o meu espanto descobri que essa pessoa com a seringa envenenada existe sim, de fato. Só que ele não está nos carnavais (ou apenas neles).  Descobri que ele vive, reside ou está em todos os lugares, pronta para injetar nos outros aquilo que o seu próprio ser produz de pior: ódio, mentiras, inveja, ganancia, ira, soberba, trapaças e tudo que destes sentimentos (e ações) derivam.
   Encontramos esse sujeito todos os dias nos mais variados tipos de lugares e nem nos damos conta que é ele o dito cujo da lenda urbana, o mesmo com a seringa envenenada, pronto para trazer dor, sentimentos de fracasso, de impotência e de descrédito para pessoas que não lhes fizeram absolutamente nada, apenas tiveram o infortúnio de cruzar o seu caminho ainda que de forma amistosa.
  O prazer deste (monstro) é o de fazer com que os outros se sintam mal, não importa como, onde, com o quê ou por quê. Se ele conseguir estragar o seu dia, ele terá cumprido o seu propósito de vida e sentir-se-á realizado.
    O raio de ação desse tipo de ser não está restrito mais aos carnavais da vida e sua seringa foi modernizada, podendo mudar de forma, cor, tamanho e perspectiva de acordo com o alvo à ser atingido.
    O potencial destrutivo de sua empola também aumentou. Antes, o contágio era individual, hoje pode ser de nível endêmico com uma mesma alfinetada.
     Não precisamos ficar com medo deles ou do veneno que eles portam se soubermos como identificá-los. Ainda que o formato e conteúdo do invólucro tenha mudado, a intenção do portador será sempre a mesma, desse modo podemos nos antecipar seus passos.
     Em poucos casos o portador não sabe que possui a moléstia, por isso, de forma inconsciente tentará picar o outro, não por vontade própria, mas por que o seu hospedeiro o induz a isso. Nesses casos ela é apenas uma hospedeira involuntária. Por outro lado, na grande maioria dos casos, o “doente” sabe muito bem o que está fazendo....
     Para que fique mais fácil identificar gente assim irei descrever parcialmente seu modus operandi. Você poderá inclusive desarmá-lo ou desencorajá-lo de sua infeliz missão que é adoecer pessoas inocentes, que desejam apenas viver a própria vida sem ser um peso aos demais.
     Observem como alguns deles agem:
     Na internet essa pessoa pode ter várias faces, inclusive a de ser um “intelectual de um parágrafo só”. Ela aparenta saber tudo, porém pouco ou nada sabe. Quer apenas aparecer, “corrigindo” os outros para depois humilha-los publicamente. Ela não é didática e não tem nada a ensinar (mesmo quando realmente sabe algo). Ela não quer a sua perfeição ou a de outros naquilo que ela aparenta saber. Ela quer apenas lacrar e sentir-se grande ao apequenar os outros! Se você não sabe a diferença entre MAIS e MAS, eles fará disso um palanque. Se erras nas diferentes formas dos “POR QUÊS”, ela também fará disso um trunfo. Em certos casos, aquilo que ela afirma dominar, sabe apenas o básico (ou decorou) do que tenta mostrar perfeição. Se lhes for posto outra questão parecida não saberá resolver. Ela anda à procura de quem cometeu um “delito gramatical” para pôr no xadrez o “meliante”, como se isto fosse um crime hediondo e você fosse um bandido mundialmente famoso, procurado pela INTERMPOL quando na verdade por descuido ou ignorância se expressara erradamente. Lembre-se: essa pessoa com sua “seringa envenenada” não está ali para te ensinar. Ela só quer te diminuir. Não precisa se justificar ou pedir-lhe ajuda por coisa alguma. Quem tem vergonha não mete vergonha! Ela quer apenas te humilhar e nada do que você diga ou faça para corrigir o que fez adiantará em nada! Ela sempre arranjará um modo de ter pôr para baixo. A seringa dela está cheia de bile e quanto mais tu reages, mais ela injeta em ti. A tua angustia e o teu remorso por “errares” lhe será como um delicioso alimento. Não alimente ao que não presta. Outro fato pra esse tipo de gente é que não importe o que você publique, como o fazes ou para quem postes, ela sempre encontrará um meio de ridicularizar a sua pessoa, a sua obra (postagem) ou aos dois se tiver como. Em certos casos o indivíduo é obcecado por ti e não se deu conta. Em outros casos, te admira e não sabe como se aproximar de ti. Em outros ainda, a pessoa te perdeu por ofender-te constantemente e como não pode ter-te de volta procura destruir-te para que ninguém mais te tenhas.
   Na política, este sujeito é o tipo que acredita estar sempre no partido certo ou ao lado do candidato certo. Não importa qual seja candidato, ele sempre dirá que a tua escolha foi ruim. Ele tentará atribuir a ti, uma única pessoa, a um único e miserável voto, o destino e miséria de toda uma nação, como se fosses tu, apenas tu e não o conjunto de ações, reações (e nulidades) de todo um povo, os responsáveis por determinado cenário. Não há político bom ou ruim para este tipo de gente. Há apenas o político “dele”, que ele estima agora para depois atacar (ou vice-versa).  Se tentas vencer um debate com tipos assim, tu perderas ao começar...A seringa dele tá cheinha de veneno pra aplicar em ti. A corrupção de caráter, de ideias, de valores, de conduta...tudo isso vai ser injetado em sua veia ou na tua moral diante de um duelo com este tipinho. Ele julga que a política é como uma partida de futebol onde um “se lasca” e o outro comemora até que outro jogo seja disputado.
   No amor, essa pessoa é do tipo inconsequente. Ele julga que suas ações jamais terão (ou devem ter) consequências. Ele quer trair, pegar todas (ou todos) e não quer que o seu parceiro saiba, faça o mesmo ou revide. Ela pensa ter todo direito e o seu parceiro nenhum. É um sanguessuga do dinheiro, do tempo, da felicidade e afeição alheia e nada tem para dar em troca! É um eterno pedinte e nunca um contribuinte. Se acha vítima de todo tipo de conspiração, injustiça e infortúnios quando na verdade está apenas se dando conta do grande mar de merda que fez e se recusa a nele estar. É do tipo que põe fogo no circo, depois compra pipoca e refrigerante para assistir de camarote o próprio conflito que causou e se regozija com isso! Se acha o tal, o “fodão”, quando ver alguém brigando por ele ou em decorrência dos seus feitos irresponsáveis…Por conta de sua seringa contaminada, muitos filhos nascem sem ter o carinho ou o apoio do pai. Muitos casamentos são destruídos e muitos lares arrasados. Muitos perderão sua juventude, recursos e saúde ao lado de gente assim, para depois levar um belo pé na bunda desse tipinho e ainda ouvir em alto em bom som: “tudo o que de ruim aconteceu entre nós foi por sua culpa”....Ahhh! Maldito filho (a) do capeta.
    No trabalho, esse é o tipo de “amigo” que está sempre a te ferrar, que tenta puxar seu tapete para assumir sua vaga ou faz isso pelo mero prazer de ter ver arrasado (a) ao voltares para casa no fim do dia. Quem sabe ele seja o seu chefe que te explora além dos limites legais e morais, pois sabes que no momento tu não tens outra opção...Quem sabe seja este o seu funcionário, que depois de apenas três meses que trabalha contigo já te ameaças, dizendo que vai tomar tudo o que tu tens, mesmo tu cumprindo todas as obrigações legais para com  o indivíduo e mesmo assim ele faz procura um meio de te trazer prejuízo moral, financeiro ou sujar a imagem de tua empresa por onde passas...Desde o dia em que entrou no seu local de trabalho, ele já tinha tudo programado, queria apenas uma oportunidade de te ferrar, mas no currículo dissera que viera para somar e fazer a sua empresa crescer. Quem sabe este mesmo cara que tu destes apoio, sejas aquele teu colega de infância, que depois de 3 décadas de vida fazendo burrada e só acumulando problemas, você achou que ele iria mudar e agora ele está quase a te levar à loucura ou falência...Pior ainda: ele quer que você se sinta mal por ter feito o bem, que tu se rebaixe ao nível dele e quando tu perderes a cabeça ou seus haveres, tu sejas  um fudido como ele é! Desse modo ele não se sentirá só no mundo da miséria que criara...A seringa envenenada dessa gente tá bem escondida. Será mais difícil encontrá-la.
   Nas igrejas...Ahhhh! Esse é sem dúvida o local onde mais se acha essa gente perturbada. Todos transvestidos como seres de luz. A maioria portando títulos e cargos dados pelos seus mestres e “ungidos”. Até suas ações malignamente explicitas são interpretadas por eles mesmos, pela congregação e pela hierarquia que os regem como sendo ações divinas. Até quando você está literalmente se ferrando e “tomando no toba” nesse meio, eles dirão que você está no processo de receber uma grande benção dos altos céus. Quando tu sofreres ameaças, humilhações, constrangimentos, detrações e violações nesses recintos, eles dirão ser parte da caminhada de um fiel para chegar à “estatura de varão perfeito”, pois se o Cristo sofreu, tu também sofrerás...Essa teologia tosca é mais antigo até que o próprio cristianismo, cujas práticas foram introduzidas em seu seio como forma de mérito e não como desvio de caráter ou personalidade. “Quanto maior for o sofrimento de alguém, maior será (ou é), sua intimidade com deus”! Assis, Calcutá e tantos outros nomes da igreja já disseram isso. Os adeptos da teologia do sofrimento também dizem o mesmo. Os conventos e quase toda ordem mística também prega exatamente isso. Então, não espere outra coisa na suposta casa de deus além de sofrimento provocado ou ocasional. Pouca coisa além disso eles tem pra oferecer. Até para adquirir o paraíso tu terás de passar por grandes tribulações-eles dizem. Por outro lado, a religião ensina a rejeitar, perseguir e condenar tudo aquilo que não condiz com o padrão de pureza e santidade criado pelo próprio grupo. Cada grupo tem o seu próprio padrão, desse modo não há sanidade alguma em tentar vivenciá-los. Há mais gente sã nos manicômios do mundo inteiro que em certas igrejas. Quando não sofreres dessas formas estando sob conceito tosco de deus que cada igreja cria, sofrerás ao se dar conta (caso algum dia se dê), de que se reino dos céus fosse real, ele seria de graça e não teria dono ou porteiro terreno (e se tivesse não seria seu pastor ou líder religioso); Sofrerás também quando se deres conta de que o dinheiro que você doa é pra manutenção da igreja que te oprime e te condena e não para deus, o seu reino ou as causas que eles dizem lutar; Quando perceberes que além dos impostos obrigatórios pagos ao estado para manutenção do próprio estado, tu pagas impostos a um órgão que não tem poder de estado mas age como se fosse superior a este e que de modo estupido tu o alimenta para sua própria escravização;  Quando vires que os que defendem a teologia da prosperidade lucram com sua burrice e inocência também sofrerás; Acima de tudo sofrerás ao saber que você nunca, em momento algum de sua vida era obrigado a obedece ou baixar a cabeça para liderança religiosa nenhuma e que nenhum deles, de religião nenhuma é homem de deus ou melhor que você em nada! Eles são apenas parte ou resultado de um processo cultural e aceitação coletiva. Tu mesmo podes mudar isso quando quiser (a depender de onde você está).
      ...
    Poderia dar diversos outros tipos de “portadores de seringas contaminadas”, masoquistas religiosos ou não, cujo objetivo de vida é unicamente trazer sofrimento aos outros.  Aonde quer que você olhe sempre haverá um mal amado (por que não se ama e nem respeita aos outros), mal resolvido (por que não sabe o que quer e onde quer chegar) e que fará de tudo para que gente feliz, estabilizada e bem resolvida sofra, ou que pelo menos se diminua ao ponto de confrontá-las nas baixezas de suas zonas de ação. Não caiam nessa armadilha! Não seja como O GENIO APRISIONADO NA GARRAFA PET.
    Cuide-se! Identifique o que você está sentindo ou os moribundos do inferno confundirão te sua mente e te manipularão. Se você não sabe o que quer e onde quer chegar, não saberá para onde estão te levando.
    REVEJAM SEUS CONCEITOS! Saúde e Sanidade à Todos!
Pin It
Atualizado em: Seg 14 Mar 2022

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222