person_outline



search

POR QUE DEUS DESEJA TANTO SER ADORADO?

Segundo a própria bíblia, deus é um ser narcisista capaz de exterminar qualquer um que não cultue o seu nome!
   Será que existe realmente o livre arbítrio para os humanos quando as únicas opções de post-mortem que o “deus criador” dar as suas criaturas impliquem somente em adorá-lo a qualquer custo ou ser lançado no inferno?
   De acordo com a cultura judaico cristã, deus criou todas as coisas para o seu louvor. Outros dizem que ele criou todas as coisas para que por estas ele fosse louvado incluindo os seres animados e inanimados, além de todas as hostes celestiais. Segundo ainda tais escritos, o desejo de ser adorado, venerado, cultuado é o que ele mais tem procurado desde sempre.
   Já escrevi em outro texto que alguém que vive a implorar por atenção, glória e louvor por tudo o que faz e até pelo que não faz, deve ser no mínimo uma pessoa insegura, fraca, incapaz, infeliz e mentalmente perturbada.
   E o que dizer então de um ser qual as pessoas chamam de deus, cujos principais atributos sejam a autossuficiência, eternidade e auto existência e mesmo assim ele exige que os seus servos o cultuem incessantemente, que tremam e temam diante dele?
  Isso seria mesmo um deus? Que tipo de deus é esse? Ou ele seria uma aberração qualquer que se alimenta do medo e desespero das pessoas? Seria ele um “deusmônio”? Ou seria apenas o resultado de uma paranoia coletiva que tem afetado a maior parte das pessoas por milhares de anos? Quem precisa de um diabo quando se tem um deus que é capaz de exterminar os seus súditos por falta de louvores?
  Na “casa dele”, o principal de tudo é louvor e adoração, seja por meio de cantorias infinitas e sem sentidos algum, ou seja por meio de dízimos, ofertas, e comércio de bugigangas em seu nome, tudo alegando ser para sua obra, louvor, glória e expansão do seu reino.
   Nesses recintos com frequência crianças são estupradas, pessoas diariamente são extorquidas aos milhares e todos os tipos de falcatruas são feitas valendo-se de suas honrarias e ele nem aí, pois vive dormindo em seu profundo sono de beleza...agora deixe de adorá-lo para tu veres o que acontece?
    Há centenas de casos na bíblia que ilustra bem o que ele faz com quem deixa de adorá-lo, seja por esquecimento ou seja por insubordinação. No caso de Nabucodonosor relatado no livro de Daniel, diz que ele fez com que tal rei tivesse comportamento de asno por 7 anos por não venerá-lo. No caso de Herodes, ele fez com que bichos o comessem vivos por que não o glorificou. Já Lúcifer, que era o segundo em poderio no reino dos céus, ele o fez descer e ocupar o primeiro lugar no reino das trevas por que segundo a bíblia, este queria um pouquinho de sua glória e o todo poderoso já tinha deixado claro não dividir sua glória com ninguém, então o expulsou de lá para o reino dos humanos, falhos, mortais e pecadores, para que com eles viesse ser lançado no lago de fogo após o juízo final, juntamente com bilhões de pessoas de todos os tempos que não o adoraram.
  Quem já leu todos os livros do velho testamento e hoje tem a mente mais aberta, costuma sentir nojo desse ser quando ler nos relatos a quantidade de pessoas que ele diz ter matado em praticamente todos os livros da bíblia por causas tão vis, sendo falta de adoração a principal destas causa. A segunda maior causa que fez com que ele exterminasse muita gente fora a fragilidade humana diante do perigo, da fome, da sede e da dúvida depois de ter saído do Egito, guiado Moisés, um cara que conversou com uma moita falante, ardente em fogo numa noite fira do deserto, e após isso passou a falar em nome dessa moita ardente que dizia ser o criado, pedindo para o seu povo sair para que o cultuasse fora do Egito, pois ali havia muita concorrência de deuses e ele queria adoração exclusiva. Veja que a preocupação não era com o bem estar do povo, mas com o culto a si mesmo.
  Segundo a própria bíblia, o diabo não matou nem 0,1% do total que deus matou, e mesmo assim, o diabo é o ser do mal, o anjo das trevas, o ser qual todos devem odiar e aborrecer, segundo a ordem do próprio deus.
  Como em todos os sistemas de doutrinação, o sistema religioso impede que qualquer pessoa pense no que se estar dizendo, apenas repita e se ache esperto por saber repetir um montão de frases bizarras, sem nexos, sem sentidos, ou antagônicas às próprias ideias dos sistemas que defendem. Doutrinar não é educar! É apenas programar as pessoas para que se comportem de determinado modo, ao mesmo tempo que tentem corrigir todas as demais que tentam pensar por conta própria.
  Se realmente houvesse um agrupamento de “Elohins” e toda essa mitologia bíblia fosse verdade, esse deus, o deus dos hebreus sentaria em um banco dos réus para ser julgado e condenado pelos seus crimes. A bíblia, qual alguns chamam de sagrada, seria apenas o testamento contra esse deus, onde todos os seus crimes estão registrados e propagados com pompas pelos seus seguidores, ao invés de asco e vergonha. Quem comemora crimes praticados contra inocentes e indefesos e defende o delinquente, se torna também um criminoso parcial.
   Ao exaltar deus pelos seus feitos do passado, como matou os egípcios e tantos outros, seus adoradores, estão apenas venerando o culpado e condenando o inocente, principalmente por não ter estado lá, não ter ouvido os dois lados da história, e ter ficado apenas com a versão do vencedor.
  Alguns dizem que são os ateus e “pessoas sem deus” que “esculhambam” o nome de deus mas, isso não é verdade! O que a própria bíblia diz a respeito dele e o que os milhares de fiéis anunciam todos os dias a respeito deste ser é que o faz parecer um ser imoral, irracional e iracundo, com uma mente tão perversa quanto a de um serial killer. 
  Ateus apenas não acreditam em nada do que se diz a respeito de todos deuses metafísicos (incluindo demônios), e para estes a “palavra santa” nem fede e nem cheira, é apenas um livro como outro qualquer, com um tipo de literatura não muito boa qual oportunistas e manipuladores são os que mais fazem uso desse conteúdo para extorquir os inocentes e ignorantes.
  Nesse interim de “adore a deus ou morra”, segundo a cultura cristã, não é o diabo quem irá lançar as pessoas no inferno, antes sim elas serão lançadas pelo próprio deus em pessoa em resposta a não a desobediência e rebeldia dos povos.
  Vale lembrar que quando se fala em desobediência e rebeldia, 90% do intuito se refere ao culto a pessoa dele, e outros 10% outras coisas qualquer que no fundo tem a ver com adoração.
  Por ser um deus “onisciente”, ele já criou o inferno prevendo que muitas de suas criaturas não iriam retribuir o seu “amor”, lhe adorando e venerando a todo o custo, e só por precaução já criou o inferno como garantia para aprisionar os “ingratos” e servir de incentivo àqueles que estivessem em cima do muro. Bem precavido, não acham? Ou me amam ou vão para o inferno é um expressão tão antiga...provavelmente começou nos céus onde tudo deveria ser extremamente perfeito. O diabo quem o diga!
  Se um “humano falho, miserável e pecador” usa do poder que possui para perseguir, coagir e manipular pessoas, esse humano será visto como alguém corrupto e desprezível. Deus, segundo a bíblia se comporta assim desde quando criou todas as coisas e mesmo assim é chamado de reis dos reis, senhor dos senhores e fonte de toda justiça...A cega fé nos deuses metafísicos e a obediência irrestrita aos seus representantes é semelhante a um lodo que é colocado nos olhos, nos ouvidos e nos cérebros das pessoas para que vendo e ouvindo não raciocinem, e desse modo não entendam o que estão dizendo ou fazendo apenas sigam repetindo um mantra da perdição como se fosse um hino da criação.
  Desse modo, segundo a cultura judaico-cristã, deus é um ser bizarro, medonho, egocêntrico, arrogante e prepotente, que deseja toda gloria, honra e louvores somente para si e que sente ciúmes de tantos outros deuses mesmo dizendo que ele é o único deus e que fora ele outro não há!  Como então sentir ciúmes daquilo que ele mesmo afirma não existir? E mesmo se outros existissem, será que ele não se garante? Será que precisa intimidar seus servos com todos os tipos de ameaças para que esses o “amem”? Só na cabeça de crentes pra tantas dualidades existir sem ser notada...
   O quesito adoração sempre foi o fator primordial para ele, mais importante até do que qualquer criatura viva ou obra natural que ele tenha criado. Pelo fator adoração ele só não faz morrer, porém matar ele até mata. Mata qualquer um quando sente ciúmes ou acha que estar sendo traído. Quer dizer, morrer ele até morreu uma vez, só que de mentirinha, para ressuscitar ao terceiro dia e voltar ainda mais triunfante, para ser adorado com intensidade ainda maior. Pura estratégia de marketing já que não se pode matar um ser imortal!
   Como dito, a bíblia inteira estar recheada de passagens brutais, grotescas e de extrema violência tendo como pano de fundo sempre o quesito adoração, seja do seu próprio povo, seja de outro povo.
   Em praticamente todos os casos nos relatos bíblicos em que deus era louvado pelo “seu povo”, isto era feito quando ele provocava ou facilitava uma carnificina contra “povos pagãos”, “sem deus”.
  Diante de outros povos ele queria mostrar ser o tal, destruindo a tudo e a todos por meio do seu “povo escolhido” só para mostrar quem era o maioral no pedaço. Diante do seu povo, quando teve crises de ciúmes ele fez ou induziu os seus servos a fazerem coisas que nem os mais malvados dos tiranos humanos já ousou fazer.
   Por diversas vezes ele enviou nações estrangeiras para sitiar, oprimir, saquear ou dizimar parte do seu povo. Sabes o real motivo? Esse aqui: o seu povo se curvou diante de outros deuses ou não o adorou como deveria!  Há relatos de que certa feita ele incentivou/permitiu que durante um estado de sítio em Samaria, alguns pais matassem e comessem os seus próprios filhos como castigo por ter desviado adoração para um outro ídolo qualquer.
  Tá bom o quer mais? No Salmo 18:8 e 2 Samuel 22:9 o descreve como uma criatura bizarra, tipo um dragão que cospe fogo e fumaça pelos orifícios da boa e nariz. Em outra parte diz que seus olhos são como brasas e que suas asas são enormes, que ele estar sempre irado, aborrecido e enraivecido... O que ele é então? Uma besta? Um fera? Um dragão? Seria apenas para intimidar o povo ou seria sua real aparência? De repente seus servos estão comprando gato por lebre...
   Estar na hora de a humanidade se libertar desse ciclo infernal, onde a vida, a morte, o respeito ou a falta dele esteja ligado a adorar ou não adorar a um ser que mais parece um saco furado, um buraco negro que nunca enche e nunca estar satisfeito por mais que o façamos para agradá-lo!
   Quando deixarmos de ficar prostrados para o improvável para que ele resolva os nossos problemas e passarmos a olharmos para os lados, uns para os outros e dermos as mãos, todos os deuses perderão força, murcharão e morrerão e veremos que a solução que tantos buscamos sempre esteve o tempo inteiro ao nosso alcance. Pensem nisso!
   Saúde e sanidade a todos!
Pin It
Atualizado em: Seg 4 Nov 2019

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222