person_outline



search
  • PoEmas
  • Postado em

especial

ela me disse que eu era especial e eu acreditei em tais palavras calorosas com um sorriso nervoso estampado em meu rosto pálido.
me sentindo especial, tremi e apertei sua mão, sorrindo e derretendo em um prazer enloquecedor onde o estresse me diminuia e me escondia na forma de um verme rastejante;
e mesmo com as mãos tremendo eu ainda era especial.
com raiva e soberba na voz, perguntou o porque de tanta desconfiança em suas supostas palavras gentis...
minha sombra me alertou do perigo, chamando seu amigo bon-bon para puxar minha orelha por tal falta de respeito.
'talvez você esteja seja certo mas estarei sempre alerta'
e com apenas um sinal de silêncio obedecemos a voz calorosa daquela mulher sem rosto. 
Pin It
Atualizado em: Sex 1 Jan 2021

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222