person_outline



search
  • PoEmas
  • Postado em

[Poemas] DETESTO

Coisas que eu detesto em você:

Detesto o fato de você fumar;
Detesto o fato de você sempre sair pra beber;
Detesto como você gosta de ser o centro das atenções:
Detesto como aparenta ser íntimo com toda e qualquer garota;
Detesto o seu desleixo com os estudos;
Detesto sua opinião política;
Detesto como consegue ser bipolar ao extremo;
Detesto o quanto é pão duro;
Detesto o fato de você não estar nem aí para nada;
Detesto o seu jeito de andar se sentindo o fodão;
Detesto quando suas atitudes vão em confronto com a tua fala;
Detesto o jeito como se porta diante dos seus amigos;
Detesto fortemente seu completo desdém;
Detesto o seu desmazelo;
Detesto o teu corte de cabelo;
Detesto como consegue conquistar todo mundo;
Detesto o seu caminhar como se o mundo estivesse do jeitinho que você quer;
Detesto quando diz "foda-se" para toda e qualquer situação;
Detesto o quanto é incrédulo quanto ao amor;
Detesto as suas falsas convicções;
Detesto quando você mente;
Detesto quando me dá desculpa esfarrapadas;
Detesto quando usa a ironia para discutir comigo;
Detesto quando me fita e me deixa constrangida;
Detesto quando teus olhos avelã penetram os meus;
Detesto a minha tensão quando estou perto de ti;
Detesto mais ainda quando me vê e me ignora;
Detesto quando faz eu me sentir "um tanto faz";
Detesto, sobretudo, quando me ignora, pois eu gosto da tua atenção;
Detesto como sempre está com uma garota diferente… detesto tanto que sinto ânsia de vômito;
Detesto o fato de você me fazer sentir ciúmes de alguém que não me pertence, nem mesmo um pouco;
Detesto como mexe comigo a ponto de eu precisar me esforçar para te odiar;
Detesto seu potencial para me distrair;
Detesto o fato de acreditar que estou apaixonada por você;
Detesto quando afirma que dentre garotas passageiras inexistiu alguém especial;
Detesto com todas as forças o fato de sequer cogitar o meu "eu";
Detesto quando me idealizam para você;
Detesto ainda mais os comentários de que eu te suscitaria qualquer coisa próxima a "mudança";
Detesto como sempre associam eu a você;
Detesto ficar questionando para mim mesma o que os outros dizem;
Detesto memorar a primeira vez que te vi;
Detesto pensar naquele primeiro ano;
Detesto principalmente reprisar e sentir uma mormente saudade;
Detesto ficar imersa numa época em que acreditei vivenciar o meu "primeiro amor";
Detesto assumir para mim mesma que esse amor era você;
Detesto me ater a sua afirmação de que as suas borboletas no estômago existiam por mim;
Detesto desejar uma nova faceta daquela paixão ingênua;
Detesto enxergar que aquela conexão não há de voltar;
Detesto como apesar dos pesares, depois de tudo, você me fez sentir especial novamente;
Detesto com todas as forças o fato de que na verdade somente tomou o meu tempo;
Detesto reconhecer que acreditei em meias verdades;
Detesto ter acredito, ainda que por míseros instantes, após aquela noite tudo estaria bem;
Detesto o fato de depois você ter mudado comigo radicalmente;
Detesto sua bipolaridade, já falei isso?
Detesto confessar que havia criado expectativas quanto a nós;
Detesto afirmar que a alegria das minhas manhãs era te ver;
Detesto a convicção da minha ilusão;
Detesto estar tão na cara que não fiz isso sozinha, pois você colaborou fortemente para isso;
Detesto reconhecer que não fui a única a sonhar e romantizar;
Detesto a dúvida se também o fiz se decepcionar;
Detesto te ver e ser incapaz de impedir que tudo torne à minha mente;
Detesto olhar a estrada e ver o amor juvenil desaparecer;
Detesto a sensação de ter pedido o eclipse, quem sabe, a álea que mudaria nossas vidas;
Detesto poder apontar com precisão que perdemos o acontecimento do século;
Detesto a minha intuição da sua cegueira, eis que não enxerga nada disso;
Detesto a sua presença, que me impede de virar a página;
Detesto como tudo desabou em dias;
Detesto tu não ver os meus cortes;
Detesto tu não mais se importar;
Detesto me sentir incapaz de apagar tudo, como fez você;
Detesto não entender os seus porquês;
Detesto pensar naquela palavra "esquecer"; soa tão "você"
Detesto me ver resumida a nada para você;
Detesto assumir que imploro ao universo para te esquecer;
Detesto exatamente esse agora, que apesar de vividas as memórias, já não me fazem sofrer;
Detesto olhar o futuro e cogitar encontros;
Detesto a hipótese de duas pessoas que não mais se conhecem com memórias em comum;
Detesto agora desabafar num post-it, enquanto o que eu mais desejava era dizer diretamente a você;
Detesto saber que jamais terei a oportunidade de esclarecer;
Detesto recordar com fiducia o seu aviso de que não iria me permitir te confundir novamente;
Detesto usar a frase com o intuito de suavizar o "estou me apaixonando novamente por você";
Detesto esses temores bobos;
Detesto a certeza de que este escrito jamais chegará a você;
Detesto você sequer gostar de ler;
Detesto como não se dá conta que eu o conheço melhor que até mesmo você;
Detesto questionar maneiras de te remeter:
Detesto antecipadamente sofrer com a ideia de ti amassá-lo sem mesmo ler;
Detesto o contraste entre a minha alma escritora e o seu analfabetismo;
Detesto este caso concreto fazer valer a máxima "o que não vira amor, vira poema";
Detesto pensar em jamais isto publicar, com receio de ti não gostar;
Detesto apontar a nossa história como a minha mais intensa e o mesmo não partir de você;
Detesto ter enganado a mim mesma naquela noite;
Detesto aquela noite marcar a minha vida, enquanto para ti foi um anoitecer qualquer;
Detesto constatar o tempo que despendi nisso aqui;
Detesto cada fantasia minha frustrada;
Detesto a música solene daquele 28 de agosto;
Detesto sentir saudade daquele agosto;
Detesto o quanto ainda queima as memórias dos dias quentes;
Detesto cada uma das controvérsias. Por falar em controvérsias, desde o princípio foi assim, por muito tempo acreditei que te amei, de uma forma que jamais imaginei;
Detesto este amor em cem linhas.
Pin It
Atualizado em: Seg 19 Out 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222