person_outline



search
  • PoEmas
  • Postado em

Tormenta

O céu veleja em águas profundas

na luz acesa do mar das memórias 

surge do naufrágio em que é oriunda

buscam o afago das velhas histórias


Por que apagar a chama que inunda?

a ternura, o brilho, a vitória

no solo das belas sementes fecundas

onde o amor é a planta notória


vivo uma intensa nostalgia de dor

que incorpora a alma e consome

buscando o infinito em seu calor


a fúria das ondas traz seu esplendor 

as cruéis angústias não matam a fome

de nutrir a eternidade desse amor

Pin It
Atualizado em: Sáb 25 Abr 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222