person_outline



search
  • PoEmas
  • Postado em

Um Ritmo Eterno

Ela dançava sozinha
E seu amor brincava com armas
E por isso ela dançava.

Mas a música não acaba,
Isso é como uma festa
E nossos corpos são como marionetes desse som,
Com uma melodia que guia nossos corpos,
E riffs que parecem amarrar nossos pescoços em cordas.

Isso é como uma festa
E ainda assiim não cruzamos nossas mãos
Ouvimos a música tocar mas não ouvimos o bater dos corações.

Ela adorava dançar
Mas ele já não aguentava
E o último som a tocar, foi o som do disparo.

Mas ela continua a dançar
Agora livre sem a reprovação
Dançando eternamente com paixão.
Pin It
Atualizado em: Sex 2 Nov 2018

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222