person_outline



search
  • Romance
  • Postado em

Marcos, Linda e Eu

Essa foi a primeira vez que presenciei o momento em que alguém se apaixona, droga porquê que é eu que estou ficando com vergonha. Foi durante o intervalo, pedi ao Marcos para ir comigo na cantina, o tempo estava seco e ventoso, as folhas caidas iam de um lado pro outro como se estivessem dançando, nem se via sinal dos raios solares, ele estava ocultado pelo cinza que tomou conta do céu, adoro quando chegamos nessa época do ano, é perfeito para tudo, correr, ficar em casa ou sair para se divertir com os amigos. Meu amigo, Marcos estava sentado em sua cadeira, quando eu fui em sua direção, ele me observou chegar pelo cantos dos olhos, sorri, ele já sabia o que era.
     - Vem comigo Marcos.
     - Não
     - Por que não?
     - Não quero!
     - Vem! disse enquanto o sacudia levemente pelo ombro.
     - Não! disse ele indo para trás e para frente.
     - Vem comigo!. De tanto insistir ele acabou cedendo, ele sempre cede, enquanto caminhavamos para a cantina eu o vi olhar para uma garota loira que estava sozinha sentada no refeitório, compramos dois pastéis assados; deu seis reais, barato, pensei, no trajeto de volta ele olhou de novo para ela. - Vamos sentar ai, falou o Marcos enquanto apontava com o lanche para a loira, dei um sorrisinho e o acompanhei, pedi licença à garota, pois o Marcos já estava se sentando, ela estava fazendo algo no caderno, parecia português, desviei logo o olhar antes que perdesse a fome, português não é o meu forte. Marcos se sentou de frente para ela e toda vez que mordia o lanche dava uma olhadinha nela, achei engraçado o jeito que ele fazia isso. Mesmo sentada dava para perceber que ela era bem alta. Opa! ela percebeu, sorri, e agora amigo? estava me divertindo com aquela cena, ela o estava fitando e ele estava paralisado com seu olhar, pensei na medusa da mitologia grega, sou bom em história.
     - Tem um negócio aqui, disse ela apontando para o canto da boca.
     - Obrigado, disse Marcos limpando o rosto com as costas da mão, você sempre senta sozinha? perguntou.
     Oh! então você jogou os dados em, vamos ver como terminará esse jogo, a intenção dele estava escrito na testa e acho que ela percebeu já que estava sorrindo para ele, eu observava tudo de camarote enquanto comia o meu pastel.
     - Sim, é bom para estudar, os meninos da minha turma são barulhentos, toda vez que pego o caderno eles começam a implicar, pegam ele de cima da mesa, fecham ou ficam querendo rabiscar, são uns babacas.
     Ela disse babacas mas estava claro que não era verdade, mais claro que os olhos dela, eram um lindo par da península de maraú, ela estava se divertindo enqunto dizia essas coisas, são bons amigos, pensei.
     - Gosta de português? perguntou o Marcos, deve ter reparado também.
     - Amo! exclamou com êxtase, é tudo incrível, as diversas palavras que existe e seus significados, a origem da língua e como sofreu mudanças ao decorrer dos anos para ser o que é hoje. Já sei falar, pensei entediado enquanto ela falava, o Marcos por outro lado estava prestando atenção em tudo como se estivesse enfeitiçado e realmente estava, era o amor. Engoli o último pedaço do pastel, olhei ao arredor e vi que o local estava vazio, - droga a aula já começou, falei dando um pulo do banco. Eles olharam para mim e depois para o refeitório. - Caramba! disse o Marcos. - Ai meus deus! gritou a menina. - Temos que ir e logo falei puxando a manga da camisa do Marcos, que assentiu para mim.
     Enquanto corriamos ele se virou e gritou para a loira. - Qual é o seu nome?
     - Linda! gritou devolta, ela corria na outra direção. Linda até no nome, deu sorte em amigão, pensei.
     - Eu sou o marcos, Linda!
     - Marcos!
     - É, disse sorrindo, até amanhã.
     - Até, gritou Linda curvando para as escadas. 
     - Rápido cara, falei pro Marcos, mas acho que ele não me ouviu, balancei a cabeça rindo, que cara de besta que você ta fazendo, comentei.
     - Sério?
     - Sério.
Pin It
Atualizado em: Dom 27 Ago 2017
  • Nenhum comentário encontrado

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222