person_outline



search

O amor e eu

Eu nasci apaixonado mesmo sem saber o que era o amor, porque desde o ventre de minha mãe cada um de meus traços foi feito pelo criador, quando moço me enamorei por uma linda galega de olhos negros feito noite sem lua, daquelas que dá vontade de se perder madrugada adentro caminhando pela rua; porém o tempo passou e a chama que havia entre nós pouco a pouco se extinguiu, me fazendo entender que se de fato fosse amor, naquele momento não haveria aquele vazio.
Quando  homem me enamorei por uma linda italiana, de lindos olhos castanhos que dificilmente alguém não se encanta, o tempo passou e entre nós foi aumentando essa chama, um sentimento incontrolável que só de lembrar das noites de amor meu corpo se inflama,ao sentir como se fosse hoje cada arranhão, cada gemido, cada sussurro, cada arrepio.
Hoje o destino nos separou e cada um seguiu o seu caminho, mas diferente da primeira aqui dentro não ficou um vazio; vez ou outra me pego sorrindo lembrando do seu cheiro, seu calor, do seu sorriso debaixo do cobertor, dos planos e dos sonhos;é essa saudade que me faz entender que tudo valeu a pena, que de fato o que eu sinto por você  é amor;o meu sentimento, o meu desejo o tempo não apagou, a chama continua ardendo mesmo que ninguém veja, escrevo tudo isto sem sentir tristeza, sabendo que para sempre é muito tempo, e que talvez esse para sempre fez a esse amor o que o vento faz ao fogo: aumenta os grandes e apaga os pequenos, talvez por isso não tenha feito outra coisa além de pensar em você durante esses 2555 momentos.
Pin It
Atualizado em: Qua 15 Jul 2020

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222