person_outline



search

Cães


"E um cão, que estava deitado, erguendo a cabeça,
eriçou as orelhas: era Argos que o paciente Ulisses havia
criado antes de ir para a sagrada Ílion (...)
Abandonado na ausência de seu senhor, rolava diante do portal
sobre os estrumes das mulas e dos bois.
Ali estava deitado Argos, comido das carraças.
Vendo aproximar-se Ulisses, agitou a cauda e baixou a cabeça,
Faltaram-lhe forças pra chegar até onde estava seu senhor.
Este, voltando a cabeça, chorou..."
Od. XVII, 291-304.


Estava difícil abrir o portão e entrar. Duque, ansioso, choramingava – ávido que estava pelo pão, e talvez por estar só. Como sempre, pulou para pegar o pão ainda no ar.
Entrei, meio insegura, com receio de ter sido esquecida e ele me estranhar.
Chamei-o baixinho. “Cadê meu cachorro?” Choraminguei como ele, chamando-o.
Com o pão na boca, Duque olhou-me por alguns longos e intermináveis instantes, um olhar cinza-saudoso de cortar o coração. Largou o alimento ali mesmo e veio ao meu encontro. Cheirou-me, esfregou-se em meus pés e minhas pernas, olhou-me e, humildemente abaixou a cabeça para receber o costumeiro carinho que eu lhe dava.
Conversei carinhosamente com ele enquanto afagava-lhe os pelos. Percebi que a cada vez que eu retirava a mão, ele me olhava de novo com aquele olhar envelhecido e reclinava a cabeça. Sentia falta dos carinhos. Alimentado da saudade, correu feliz para o pão.
Aproveitei sua distração para sair, ir embora.
Lembro-me da história de Argos – o cão de Ulisses contada pelo meu primo Andrey, lá longe em minha infância. Nunca me esqueci da frase final: “Só tu, Argos, só tu me reconheceste!” Arrepia-me a frase até hoje.
Agora me vejo aqui. Chorando a saudade de sua infância. Meu cachorro envelheceu. Vi isso em seus olhos. Me vi em seus olhos.
Pin It
Atualizado em: Sex 15 Jan 2010

Comentários  

#4 rackel 14-04-2010 07:35
O cão é especial também pela lição de amor incondicional que nos transmite. Gostei.
#3 AnaLettiere 03-02-2010 12:32
Lealdade é amor que supera o tempo!Pode-se ler esta nobre emoção nos olhos de um verdadeiro amigo!Obra belíssima,maravilhosas letras,parabéns! :D
Lindo também o trecho sobre Argos,Ulisses viveu em uma época de muitos companheiros de luta,mas poucos amigos,que bom que ele encontrou este,realmente fiel!
+1 #2 Abreu 17-01-2010 22:14
O tempo a nos cicatrizar valores.
#1 seth 16-01-2010 08:42
que triste e profundo esse sentimento sandra,sua nostalgia me tocou,acredito que alguem com esses belos sentimentos é com certeza alma escolhida,DEUS já te abençõou.abraços fraternos.

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222