person_outline



search

Ganância e Guerra constante não provem de Deus

Existem seres repugnantes, que vivem em constante conflito, incitando homens desconhecidos ao ódio. E poucos notam que a diferença entre a guerra, e as brigas de gangues, é somente a legalização política que oficializa a "guerra", tornando heróico, o ato de matar indiscriminadamente. E é grande a quantidade de infelizes, que se deixam influenciar por bandas de musicas, ou toque de cornetas. E com fúrias animalescas, seguem por caminhos obscuros, se destruindo em busca de uma glória abstrata. Gloria esta, que para os sobreviventes aos horrores da guerra, transformam-se em desilusões, amarguras e arrependimentos, ao descobrirem os apavorantes conflitos da alma. E aos mentecaptos, que perecem em campos de batalhas, nem uma cruz de madeira com seu nome gravado. Se conhecessem a realidade, refletiram, e se tivessem oportunidades de escolha, talvez usassem a coragem que tem, para vencerem cada um a si próprio. Descobrindo suas verdadeiras aptidões, para a vida em paz: e jamais pensariam em jogar bombas, massacrando inocentes em escolas e hospitais. Tornando-se os heróis, portadores da dor e do sofrimento.

Os países que apregoam democracia, liberdade e justiça, não deviam forçar o cidadão, a lutar sob ordens de mercenários. Pois enquanto o soldado deixa sua família, e vai arriscar a vida em campos de batalha; os imperialistas que têm lucro com a guerra estão participando de festanças, na maior mordomia e segurança.

A guerra e a violência têm tudo a ver com a ganância. Os que a aprovam, estão somente pensando na pilhagem, ou na comercialização dos seus armamentos. E outros, de olho na reconstrução do país destruído. Existem muitos abutres interessados em tirar vantagens da desgraça alheia. E o sangue que mais corre, acaba sendo sempre o de seres humanos inocentes, que nada tem a ver com as desavenças entre os ladinos de posse.

O mundo será bem melhor, quando os homens abrirem suas mentes, engolirem o orgulho; abrandarem a ganância e a soberba, e optarem pela paz. Segundo um relatório da ONU: Recentes pesquisas indicam que cinqüenta por cento da população no mundo, vivem abaixo da linha de pobreza. Enquanto isso, poderosos hipócritas pregam amor e fraternidade. Mas contraditoriamente, gastam fortunas em armamentos, para destruir seus semelhantes!

No passado patifes políticos e sacerdotes usaram a religião e o subterfúgio do desarmamento para subjugar os índios americanos. Depois de desarmá-los; foram com força e crueldade pra cima deles, tomando suas terras e confinando-os em pequenas reservas, transformando guerreiros orgulhosos em submissos farrapos humanos, levando-os a uma condição de mendigos. A História se repete, e ouvimos sempre a mesma pergunta; - Onde iremos parar com isso?

- Já no Brasil, o desarmamento pode ter tido mais de um propósito... Talvez alguns tiranos estivessem se prevenindo, por temerem que a população insatisfeita com as injustiças das estruturas sociais, deixasse que seus pensamentos vagassem pela nuvem da rebelião. Eles sabem que seres marginalizados por um sistema corrupto, não podem se tornar monumento de serenidade e autocontrole! Principalmente os desempregados, que estão vendo extensões de terras dissolutas e seus filhos morrendo de inanição! Se este povo um dia se juntar e sair pelo mundo, melhor que esteja com a barriga vazia, músculos atrofiados e paus e pedras nas mãos!

Quem mata, não são as armas, são as pessoas que as usam. A verdadeira causa da violência é o engodo, a ganância, a desigualdade e injustiça social. Criado pelos senhores onipotentes, desvia dores de verbas da educação e da saúde, que tem o manto da imunidade para proteger seus crimes, mas fazem leis para tomar outros crimes hediondos, como se não fossem eles com suas ganâncias, os maiores responsáveis pelo crescimento da violência e injustiça social. E ai esta a prova, de que até uma caneta na mão de seres insensíveis se torna uma arma, e mata mais do que epidemia.

Se estivessem realmente preocupados, com o bem estar da população; dariam mais atenção à saúde e a educação que são princípios básicos. Teriam mais éticas e dariam exemplo limpando a própria casa, apurando com mais rigor os atos vergonhosos de fraude e corrupção, que esta levando o povo a viver a míngua, na miséria e revoltado.

E poucos fazem alguma coisa para mudar esta triste história. A tirania é antiga! E só vai acabar quando o homem tomar consciência de que o mundo será melhor sem ela.

Pin It
Atualizado em: Qua 4 Fev 2009

Comentários  

#6 tania_martins 08-04-2010 15:53
Parabéns pelo texto.Abraços.
#5 tania_martins 08-04-2010 15:53
Parabéns pelo texto.Abraços.
#4 amandu 24-05-2009 04:46
Magnífica visão de tudo e bom texto.
Um abraço para si Janciron e me identifico com sua escrita.
Amandu
#3 amandu 24-05-2009 04:46
Magnífica visão de tudo e bom texto.
Um abraço para si Janciron e me identifico com sua escrita.
Amandu
#2 Isabel Furini 02-04-2009 17:50
Belo depoimento contra a violência. Realmente a tirania é antiga. Mas, será que vai acabar?..
+5 #1 Isabel Furini 02-04-2009 17:50
Belo depoimento contra a violência. Realmente a tirania é antiga. Mas, será que vai acabar?..

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222