person_outline



search

Gárgulas de sangue - I

Knoc, knoc, konc.
_ Quem será a este horário?
_ Quem está ai?
Ele resolve abrir a porta, e se depara com uma pistola em direção aos seus olhos. Sem tempo para questionar algo, o barulho rompe o silêncio, e sua vida se foi.
No escuro da noite, passos se afastando de um vulto todo vestido de preto, apenas uma testemunha vitimada da insônia que se dirigiu a janela após o estalo.
Em seguida as luzes em torno do homicídio começaram a se acender, e então a constatação do fato.
Seis meses antes…
Hermes, não o deus da guerra, mas o filho de Dona Marcília e Sr. Atílio, morava na pacata rua 9, no numeral 77, do Bairro das Gaivotas, na pequena cidade de Salamargo.
Solteiro convicto, mulherengo e não muito chegado ao trabalho, ele levava sua vida de baladas sempre regada a muita vodka com citrus, sua bebida preferida.
Nesta manhã, sentado em seu táxi, herança da família, Hermes pensava em Verônica. Ela surgiu do nada na moite anterior, mulher linda, exuberante em seu desenho, e tiveram um primeiro encontro as antigas, onde toda a noite não passou de um pequeno beijo, e um trinco em sua estrutura. Não saia do seu pensamento desde então.
Duas chamadas seguidas, corridas generosas e o pensamento de comprar algo que impressionasse sua nova conquista. Envolvido por sua vaidade, muito bem lustrada por Verônica, Hermes não parou em nenhum instante para pensar na realidade, como um taxista viver, com uma mulher daquele porte.
Agora fumando um cigarro e olhando para o nada, mas vendo Verônica, o telefone toca.
_ E ai cara, como você está? Disse Hermes ao atender.
_ Não tão bem como você, mas precisamos marcar algo, preciso te colocar a par “duma” parada nova, que tá mexendo comigo.
_ “Fechô”, paro às 17 hoje, onde quer ir?
_ Bar do Bigode, te espero lá?
_ Beleza.
Douglas era o irmão que Hermes não teve. Embora tenha conhecido no curso de Contabilidade aos 20 anos, mas desde então se deram muito bem, tanto que Hermes convenceu Douglas a abandonar o trabalho no escritório para se dedicar ao táxi horário integral, que seria mais rentável.
Pin It
Atualizado em: Qui 27 Dez 2018

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222