person_outline



search

O sorvete telefônico parte 1

Era uma suave tarde de verão, tipicamente os casais odeiam o verão, pois o calor humano prevalece além do esperado.Diane e Diogo eram um casal distante dessa linha de pensamento, ou melhor,fora da curva.O passatempo preferido deles era justamente estar o mais longe possível um do outro, estaria eu falando dos namoros a distância? Haha, você verá que as coisas são bem piores...
O relógio da cozinha marcava 14:40, a essa hora crianças de 5 anos já estariam derretendo dentro de uma piscina de plástico ao som de "É preciso saber viver" do rei Roberto enquanto o tio distribuía pão de alho, essas reuniões familiares...
Diane sabia exatamente o que fazer, na verdade, até mesmo a caixa do supermercado sabia exatamente o que Diane ia fazer, era tão óbvio assim? Não, a caixa é que tinha uma vida secreta de agente investigativa da polícia federal. Esbanjando tamanha feiura com seu vestido florido, Diane avançava ao setor de frios e laticínios, para os que não sabem ainda, o sorvete é um laticínio, um dos meus preferidos, isso não vem ao caso. Ela já havia escolhido o sabor, um clássico de prestígio, era o preferido do seu amado, mas isso não importava, afinal quem havia de pagar os 23,90 naquele momento era ela. Diane suspirou, um dos malefícios daquela distância era justamente não ter um homem pra pagar suas besteiras.
Falando no diabo, dois passos pra fora do supermercado e lá estava ele, Diogo esperava na calçada para atravessar.
-Pirou na batatinha?Dá o fora daqui! bravou Diane
-Vá se ferrar!!! retrucou Diogo
Não sei se esse fato é muito importante, mas os dois eram vizinhos, de forma que o jogo do "distante" se tornasse bem mais difícil, era impossível que eles não se cruzassem uma vez ou outra indo ao supermercado por exemplo. Curioso assíduo, Diogo foi capaz de perceber que sua amada carregava seu sorvete preferido em meio às sacolas, sorriu, que gesto mais fofo, não, fofo não, se o tal do Aurélio um dia ler isso aqui, fica minha nota de repúdio.
Inspirado, ele adentrou o supermercado e fez o mesmo, a única diferença entre o ato dos dois foi que ele pediu os 10 centavos de volta.
Pin It
Atualizado em: Qui 18 Fev 2021

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222